AMOR ABSOLUTO, LUZ INFINITA
Mensagem de Jesus/Jeshua, canalizada por Judith Coates
17 de Setembro de 2015
 
luz de gaia
 
  Agora, amados, falaremos sobre um vasto assunto. Falaremos sobre Deus.

Deus não é uma entidade. Não é um Ele. Não é um Ela. Deus está além de qualquer descrição, no entanto, a mente humana quer saber e quer definir e redefinir e mudar. Isto é bom, porque a cada vez que vocês mudam, permitem uma expansão da consciência para compreenderem mais.

Você é Deus, uma essência de Deus, aqui, expressando-se. Vocês dirão: “Bem, isto deve ser uma porcentagem muito minúscula de Deus.” Isto depende de sua auto-imagem, não é? Eu direi que todos vocês são Deus aqui. Vocês nem sempre o ativam. Nem sempre entram em sintonia com Ele, mas vocês são Deus, tendo uma experiência como um ser humano.

Esta não é a primeira experiência que vocês tiveram, porque continuam acrescentando, o que é uma das coisas mais belas sobre Deus. Deus não pode ser contido, não pode ser definido em quaisquer termos humanos, em qualquer vocabulário humano. Ele está além de tudo isto, e, no entanto, vocês são a essência que vêm mais uma vez para participar, para criar, para expor uma definição, e, no entanto, ao darem uma definição, vocês já estão limitando Deus.

Eu falei muitas vezes, que Deus é Amor, e lhes disse que o amor é a coisa mais próxima em sua experiência para compreender a expansão de Deus. Quando vocês se apaixonam por alguém, esquecem-se do pequeno eu. Vocês querem saber onde eles estão, o que estão fazendo, o que estão pensando, e não podem esperar para se encontrarem com eles mais uma vez e perguntarem: “O que você fez neste dia? Com quem você falou? O que você pensou hoje?” Vocês se esquecem de si mesmos, do pequeno eu, ao se apaixonarem por outra pessoa.

Eu tenho que usar palavras humanas para explicar Deus, mas Deus não pode ser conhecido pela mente. Não pode ser conhecido através de uma definição. Não pode ser conhecido através de palavras. Mas as palavras podem ser pistas quanto a um sentimento, o sentimento da expansão, o sentimento da Totalidade, de ser aceito sem mesmo ter que pensar em ser aceito. Não há um pensamento.

No amor de Deus, não há pensamento. É uma sensação de estar além de qualquer coisa que vocês conhecem em termos humanos. Mas o amor humano pode lhes dar uma pista. Portanto, vocês uniram as moléculas de nossa sagrada Mãe, a Terra, o pó da Terra, para criarem um corpo. Vocês reuniram a energia em uma forma para expressarem este amor, para serem capazes de falar, de abraçarem, de olharem nos olhos do outro e se perderem nos olhos do outro, de serem capazes de se esquecerem do pequeno eu.

Isto não tem que ser somente com outra pessoa humana. Pode ser com um amado animalzinho de estimação. Vocês olham em seus olhos e se perdem momentaneamente ou por mais tempo. Vocês se perdem no amor por eles. E pensam, até mesmo com um pensamento que não é um pensamento: “Eu sou Um com este que amo. Eu sou Um com a pessoa, ou sou Um com o animalzinho. Eu sou Um ao estar apaixonado por alguém e por todos.”

Vocês chegam a um espaço, como os seus grandes mestres chegaram, onde todos eles vivem neste amor. Eles não julgam. É um amor sem julgamento, sem mente. É um amor sem pensamento. Ele não julga, porque não há nada a julgar. Tudo É, e tudo não é julgado. É Amor.

Quando vocês estão apaixonados por alguém, vocês não julgam. Vocês vivem no espaço do não julgamento deles, assim como vocês esperam que eles não os julguem.

Pois, na verdade, se eles estiverem apaixonados por vocês, eles não os julgarão. Não há pensamento. Há somente o sentimento de Totalidade, o sentimento que: “Eu cheguei ao Lar.” Às vezes, vocês os encontram em outra pessoa. Às vezes, vocês os encontram até mesmo em uma frase em um livro, onde as luzes se acendem e vocês sabem que estão no Lar naquele momento. Ou alguém pode lhes dizer algo, e, de repente, vocês são aceitos neste sentimento, e sabem que estão no Lar.

É um espaço verdadeiro e maravilhoso para estar. Pois, na verdade, o que vocês estão buscando é conhecer o sentimento da aceitação, o sentimento do não julgamento, o sentimento do amor, onde vocês sabem que são perfeitos. Agora, o seu mundo não lhes diz isto. Seu mundo diz que vocês sempre devem estar lutando para se tornarem melhores. A partir do momento em que eram crianças, os pais lhes disseram que vocês não eram perfeitos; que vocês poderiam ser melhores. Por diferentes meios, eles tentaram convencê-los de que vocês poderiam ser melhores.

Ainda que chegassem em casa, de sua escola, e trouxessem notas altas, os pais, em seu desejo de torná-los melhores, diriam: “Bem, agora, certifiquem-se de fazer isto novamente, no mês que vem. “ E vocês diziam: “Mas eu pensei que já havia alcançado este lugar.” E sim, vocês o fizeram. Mas é a maneira dos pais de quererem vê-los perfeitos, e vocês já são perfeitos.

É o amor equivocado dos pais – eu o colocarei desta maneira – onde eles sentem que deveriam ser capazes de orientá-los, moldá-los de acordo com a sua idéia de perfeição. Mas deve ser deixado que vocês vivam a sua própria perfeição, que vocês podem reconhecer mais tarde, a menos que entrem em uma repetição com aqueles que são seus parceiros, que estão lhes mostrando o que os pais estiveram fazendo, e vocês poderiam viver isto por algum tempo, talvez, duas ou três vezes mais, até que, finalmente, tenham uma encarnação onde sabem – onde sabem que já são perfeitos.

Vocês conheceram aqueles que parecem ir passando pela vida como os seres mais maravilhosos, e vocês se perguntam: “Que segredo eles conhecem?” Eles conhecem a sua perfeição. Eles sabem que chegaram aqui perfeitos. Mas eles são ainda poucos, em número, porque o seu mundo é um tirano muito forte e severo.

Seu mundo está cheio de "deveria", como vocês sabem. Meu mundo há dois mil anos tinha "deveria" nele também. Houve momentos em que eu precisava me sentar próximo à água que fluía e observar a água, que não se julgava. Ela somento mostrava aquilo que é: as moléculas de energia sob a forma de água que fluem para sempre. Eu entendi a parti disto que eu era energia também, que eu tinha me criado em uma determinada forma e modo, mas realmente eu era a obra do Pai.

Falei-lhes do Pai amoroso que está além do pai humano, porque os pais humanos, às vezes, podem perder a meta, um pouco ou muito. Então, eu espero que vocês entendam que o Pai de quem eu falo, Abba, é eternamente amoroso, porque você são o próprio Amor encarnado, perambulando, criando, experimentando.

Cabe a vocês, se vocês são Amor - e lhes garanto que vocês são- amorosos; amorosos com outros com quem vocês têm interação, mas ainda mais do que isso, amorosos para si mesmos. Se vocês não se amarem, quem irá amá-los?

Quando vocês reservam um tempo para si mesmos, para a meditação e o silêncio, vocês comungam com a Totalidade que vocês são, com a Paz que vocês são. Vocês estão tocando, vivendo e habitando no Amor de Deus, na Totalidade do Amor Absoluto que não conhece o julgamento, não conhece o pensamento, conhece somente a Paz, o Amor absoluto. Nada mais existe.

O mundo dirá: “Bem, estas são lindas palavras, mas e quanto às coisas que eu concordei em fazer? E quanto às decisões que eu tenho que tomar? As pessoas estão esperando que eu tome uma decisão.” Eu lhes garanto que quando vocês passarem um pouco de tempo com vocês mesmos, em paz e em silêncio, as respostas virão até vocês, sem terem que correr em um frenesi, tentando decidir o que é certo. Vocês saberão. Haverá um conhecimento silencioso que virá a vocês.

Permitam-se viver na paz, porque este é o seu direito nato. Esta é de onde vocês vieram, e para onde irão depois que deitarem o seu corpo e não mais o usarem. Vocês irão para a paz perfeita.

Agora, eu sei que vocês têm histórias. Suas organizações religiosas e filosóficas e as suas autoridades, que parecem saber mais,têm lhes dado muitas histórias do que acontece depois que vocês deitarem o corpo. Mas, felizmente, algumas pistas chegam a vocês, que sugerem que vocês vão para uma Luz; que há Luz no fim do túnel e que vocês vão para esta Luz.

Esta Luz é sua. Esta Luz é a Luz que vocês são, mesmo quando estão se concentrando em uma encarnação humana. Vocês são Luz infinita, e vieram de um espaço de Luz. Vocês vieram de uma consciência de conhecer a Luz. “E Nele não há trevas.” Agora, eu mudaria esta declaração para dizer: “Em Deus – não é um gênero – não há trevas. Há somente Luz.”

Vocês são Luz agora, enquanto estão ativando o corpo. Seus cientistas estão provando isto para vocês quando tiram fotos da aura, e vocês vêem a Luz ao seu redor. De onde vem esta Luz? Está vindo de vocês. Isto é porque ela muda de tempos em tempos, dependendo de suas emoções (energia em movimento) e da consciência. Vocês podem tirar uma foto em um dia, e voltarem no dia seguinte, tirarem outra foto, e a Luz será diferente.

Da próxima vez que tiverem a oportunidade de terem a aura fotografada, permitam-se estar muito, muito alegres, porque quando vocês estão felizes – como a criancinha que se rejubila na vida – neste ponto a aura aumenta mais ainda.

Vocês são Luz infinita. Vocês vieram da Luz infinita e à Luz infinita vocês retornarão quando terminarem com a cápsula que criaram para si mesmos, para viverem. Quando concluírem nesta realidade, retornarão à Luz, a Luz que vocês são.

Vocês têm os indícios mais maravilhosos chegando para vocês agora, onde não têm que acreditar que passarão um determinado número de anos em um lugar que irá purificá-los de todos os seus pecados. Ou em um lugar que os purificará pelo fogo. Eu sempre me perguntei sobre isto, que, se vocês queimarem algo, no que isto se transformará? E isto é purificação? Vocês poderiam dizer, na maioria das vezes, que as cinzas são um pouco o lado sujo, um pouco do que vocês querem limpar. Assim, eu sempre quis saber sobre isto, como o fogo irá purificá-los. Está bem, isto é um rumor. Isto é uma história.

Esta idéia lhes foi dada para mantê-los na forma, e “seguirem aqueles que devem saber mais do que eu”. O que eles me dizem deve ser verdade. Não tenho muita certeza por que, mas me foi dito que eles sabem mais do que eu. E também as suas autoridades, os seus pseudo mestres lhes deram todos os tipos de histórias para mantê-los na linha, para fazê-los seguir tudo o que eles queriam que vocês seguissem e, basicamente, para darem as suas moedas de ouro para a preservação desta história.

As moedas de ouro sempre parecem estar na linha de base deste mundo. Nada há de errado com as moedas de ouro. No entanto, se a posse das moedas de ouro os escravizassem, então, é onde o problema estaria. Mas nada há de errado com as moedas de ouro, até mesmo com muitas moedas de ouro.

Vocês têm exemplos daqueles que têm muitas moedas de ouro, e eles fazem muito bem, permitindo que outros se beneficiem de suas doações e de sua visão de partilha. Alguns dos outros, por causa de vidas passadas onde eles sentiram que eles não tiveram o suficiente das moedas de ouro, tentarão mantê-las enquanto puderem.

Mas, então, como vocês entenderam a partir de suas próprias vidas, as moedas de ouro não podem lhes trazer segurança, felicidade, boa saúde. É uma falsa crença e um falso deus a ser adorado. Vocês chegaram, na maioria das vezes, a um equilíbrio de compreensão das moedas de ouro. Elas são para serem usadas para promoverem os ideais do amor e da compaixão, da Unidade.

Agora, como vocês viram, a fim de definirem Deus, vocês têm dicas. Mas qualquer definição com que surjam, não é a totalidade de Deus, porque Deus não pode ser definido ou limitado. Deus não se encaixa em um pequeno pacote. Deus é isto e mais. Assim, quando falamos que Deus é Amor, esta é a pista para o sentimento de Deus, o sentimento da expansão, o sentimento da paz e da total aceitação.

Pois Deus, se Ele fosse uma pessoa, olharia para vocês e não veria falha. E Deus é mais do que isto. É, como eu disse, o Amor absoluto que nada conhece diferente do Amor. E vocês, como a extensão de Deus que entra em uma encarnação, vocês são a Luz, a Energia do Amor. Vocês colocaram a Energia Divina na forma manifesta da energia da Luz, e vocês assumiram uma qualidade da Totalidade para demonstrarem, saberem por si mesmos que vocês são muito mais do que apenas o grão de areia que alguns dos seus líderes religiosos/filosóficos disseram que são – somente um pequeno grão de areia.

Vocês são muito mais do que isto. Vocês contêm na consciência, quando o permitem aceitar e trazer à Totalidade, vocês contêm a Totalidade de Deus, e, sim, vocês podem saber disto até enquanto estiverem em uma encarnação. Vocês têm mestres que atingiram esta consciência. Seus Mestres, muitas vezes, escolheram uma encarnação que é mais difícil e que exige mais amor.

Vocês podem tocar o espaço do Amor e da Totalidade. Isto irá mudar toda a sua visão sobre tudo. Isto irá lhes dar uma visão mais ampla do que se trata a vida humana e o que é a Vida, com “V” maiúsculo. Vocês são o Amor absoluto que escolheu mais uma vez se trazer a uma forma menor.

Vocês são a Luz infinita que manifestou no mundo físico a Totalidade do Amor. E vocês são a Luz e o Amor de Cristo. Vocês nem sempre o reconhecem em si mesmos. Algumas vezes, reconhecem-no nos outros. Vocês podem vê-lo nos outros. E a fim de verem nos outros, vocês têm que ter um ponto de referência em si mesmos, caso contrário, não o veriam.

Vocês são o Cristo. Vocês são a Totalidade de Deus que entra nesta área da encarnação trazendo a Totalidade a um espaço em que podem então se relacionar com os outros, porque vocês disseram: “Eu quero conhecer todas as minhas partes”. Assim, eu lhes digo, olhem em volta. Estas são todas as suas partes – e ainda mais.

Sigam sempre como o Cristo que vocês são. Cristo não viveu apenas há dois mil anos. Ele não somente se encarnou em um Yeshua. Ele vive até este dia e tempo e os ama. Permitam-se viver no Amor. Vocês são o Amor Absoluto, a Luz Infinita de Deus.

Que assim seja.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais 2012 Universidade Oakbridge.

O material de Oakbridge é protegido por direitos autorais, mas gratuito para qualquer pessoa que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço:
www.oakbridge.org 

Traduzido por: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
 

IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Joshua - Judith II - IIVoltar HomeII