LEMBRAMÇAS
uma mensagem de Jesus/Jeshua canalizada por Judith Coates 
Terça-feira, 1 de julho de 2008
 
Meus queridos, a memória é um dos mais incríveis aspectos construídos por vocês durante a experiência humana. Vocês podem lembrar das experiências de vidas passadas, presente e, como podem imaginar, experiências de uma vida futura. Vocês podem ter lembranças de coisas pequenas, algumas muito sustentadoras, amáveis, como quando perceberam que seus pais poderiam sempre pegá-los no colo e estar sempre presentes. Vocês também têm lembranças de que às vezes não puderam contar com quem confiavam, na verdade, lembranças de que nem sempre entenderam vocês ou estiveram presentes da forma como gostariam que estivessem. 

Vocês têm uma variedade muito grande de lembranças que agora podem ser vistas sob uma nova luz, porque vocês são pessoas novas, com novo entendimento. Agora podem voltar e perdoar quando necessário e, como temos explicado em outras oportunidades, o significado de “perdoar” é “dar amor” ao invés de julgamento, ressentimento, culpa, vergonha; dar amor a si mesmos e aos outros envolvidos em alguma situação específica. 

Vocês não são mais os pequeninos que precisavam da proteção dos pais. Vocês estão em um lugar novo como pessoas novas, porque passaram por muitas experiências. Vocês não são mais quem costumavam ser. Houve uma revelação, algo que tocou em vocês enquanto falávamos. Eu trabalho com vocês através de palavras, com os conceitos, com as idéias que trazem a lembrança da Verdade dentro de vocês, mas também trabalho com vocês energetivamente no mais profundo nível, e desta forma ocorrem muitas curas.

Vocês têm lembranças de vidas passadas, algumas são de felicidade, outras muito nobres. Elas estão em seu banco de memórias, e vocês às acessam de vez em quando; elas estão lá à sua disposição. Vocês têm lembranças de vidas passadas onde tiveram desafios e troxeram-nas de volta e arquivaram-nas na memória das células, da mesma forma como as boas lembranças, vocês julgaram as coisas como certas ou erradas. 

Vocês trazem todas estas lembranças como uma grande caixa de tesouro para qualquer experiência que tenham na vida presente. Esta é a razão que me faz dizer-lhes para respirarem, porque quando vocês respiram profundamente estão acessando este banco com lembranças que podem ajudá-los a resolver qualquer situação complicada; olhem, pensem, e escolham uma lembrança que poderá ser muito útil nesta experiência.

O seu Eu criativo nunca é estático, ele está sempre expressando, vivenciando e expandindo. Em alguma de suas memórias existe alguém lhes abandonando, indo embora, talvez deixando o corpo e partindo para o outro lado, e vocês entenderam que deixar o corpo e partir foi a escolha de cada um. A mente disse: “Eu entendo que é assim que tem que ser, mas eu sentirei sua falta”. Agora, esta realidade diz que existe uma separação, mas na verdade, não é exatamente uma separação. Aqueles a quem amaram serão sempre parte de vocês, a lembrança desse alguém pode ser sempre acessada, mesmo que sejam experiências trágicas e desafiadoras.

Vocês podem voltar a essas memórias e dizerem a esse alguém: “eu não sou a mesma pessoa que fui quando estávamos nos relacionando.” E vocês podem ouvir por uma fração de segundos – e Eu sugiro que ouçam – o que eles têm a dizer a vocês, porque eles dirão : “Eu não sou a pessoa que eu era. Eu também mudei devido às experiências que compartilhamos, e devido às novas perspectivas desde então.” 

Vocês são professores uns para os outros, estão juntos no mais incrível relacionamento e vocês se aperfeiçoam – oh, sim ! aperfeiçoam-se – existe um aperfeiçoamento mútuo e vocês colocam amor no lugar das coisas ruins.

É este o propósito da vida humana e outras expressões de vida: atingir a consciência de sua totalidade. É por isso que vocês se encontram muitas vezes em experiências que parecem não ser aquilo que esperavam, mas estas experiências, na verdade, fazem um belo trabalho de polimento (aperfeiçoamento) em cada um de vocês. 

Eu lhes falei diversas vezes sobre como o ego resiste a mudanças quando um capítulo é encerrado. Então, muitas vezes vocês seguem para o próximo capítulo e olham para trás, para o velho capítulo e pensam: “oh, ainda bem que não estou mais naquele velho capítulo, estou começando um novo, e estou me sentindo muito bem em conhecer minha própria força e saber que tenho amigos que não sabia que tinha e é bom essa consciência de que posso fazer o meu caminho.” 

Algumas vezes, enquanto caminham pelos capítulos do livro de suas vidas, aquela pessoa que lhe chamou de inútil no capítulo dois, pode voltar quando você estiver no capítulo quinze, e aí ela lhe dirá: “eu não compreendi o momento que tivemos juntos, você não é um inútil e eu gosto de você, pra dizer a verdade, eu hoje entendo e lhe agradeço por tudo que passamos juntos.” E então você pode dizer : “Isso é muito bom, porque se você não tivesse me colocado para fora no capítulo dois, eu não teria conhecido os capítulos três, quatro, cinco e todos os outros e todas as coisas boas que vivenciei e aprendi.” 

Todos vocês têm memórias para ajudá-los: de vidas passadas, de tudo que passou na vida presente, de tudo que vocês têm aprendido e que lhes permitem sentirem-se melhor sobre si mesmos e com os outros. Vocês podem acessar esse banco de memórias como se estivessem num computador – “Eu já vivi esta situação antes? O que aconteceu anteriormente em situações como esta? O que eu posso tirar dela que me ajudará na situação presente? Como posso ver isso de uma forma diferente? Eu vivi um relacionamento ou experiência parecida com essa em alguma outra vida passada em que eu conhecesse o amor e ficou tudo bem ?” 

Eu surigo a vocês, de maneira muito enfática, que acessem seu banco de memórias e lembrem-se dos momentos felizes. Vocês têm uma forte tendência a trazer as coisas ruins de volta, a lembrarem-se sempre das más experiências, elas estão muito fáceis de serem relembradas, elas vêm primeiro: os tempos em que sofreram, em que viveram tragédias, o abandono, as perdas, tempos em que aparentemente cometeram erros. Esses momentos aparecem na memória muito rapidamente, porém eu lhes peço que respirem profundamente e acessem o banco de memória e conscientemente tragam de volta as boas lembranças: como foi sentir-se amado, sentir que alguém se importou com você, sentir-se confiante, sentir-se sempre apoiado pelos braços do Amor. 

Talvez tenham que buscar essas lembranças bem lá no fundo, pensar conscientemente a respeito dessas boas lembranças, pois muitos de vocês têm passado por desafios muitas vezes nesta vida e essas lembranças virão primeiro. Mas respirem profundamente novamente e digam: “tudo bem, eu não quero a primeira, ou a segunda nem a terceira ou quarta escolha, eu quero ir para outra página e ver o que será mostrado.” Então acessem o computador da mente e escrevam “Boas Lembranças”, aparecerá uma lista e vocês podem clicar em “boas lembranças” e trazê-las de volta, e lembrarem-se de como é sentir-se novamente confiante, corajoso, amado, pois, verdadeiramente, vocês sempre são. Vocês são amados e estão sempre certos – mesmo nun mundo de julgamentos. 

Conforme já disse antes, vocês nunca tomaram uma decisão errada. Vocês fazem escolhas e experimentam os efeitos dessas escolhas, mas elas não são erradas. Vocês não fazem escolhas erradas. Então cliquem em todas as escolhas que têm e abracem-nas. Cliquem nas boas e tragam-nas de volta e sintam-nas. Sintam como é bom ter um lugar onde existem amigos e amor! 

O ego gosta muito de oferecer-lhes oportunidades de ouvirem opiniões do mundo, dos amigos, dos irmãos, colegas de trabalho, chefe, etc. Eles são muito rápidos em julgar, mas este julgamento é feito a partir da perspectiva deles, pois não estão passando pelo que vocês estão passando. Eles não conhecem suas vidas passadas, não têm como saber as experiências vividas por vocês até este momento. A única pessoa que sabe tudo isso é você, é você quem carrega as lembranças.

Conforme falei outras vezes, a primeira lembrança que chega é aquela que os faz pensar que fizeram algo errado, ou que os outros fizeram coisas erradas e que alguma coisa precisa ser corrigida. “Se ao menos…” eu ouço isso a todo instante nas orações. “Jesus, se você pudesse mudar isso para mim, se ao menos eu soubesse. Se ao menos….” 

Bem, eu lhes digo que nunca houve uma decisão errada, então vocês não precisam voltar atrás. Mas vocês têm a oportunidade de mudar sua perspectiva a respeito do que aconteceu, e a melhor maneira de mudar essa perspectiva é estar no lugar do Observador. 

Olhem para a bandeija de prata que o ego está lhes mostrando. O que vocês querem escolher? Escolham o raio de sol, a Luz, o amor pela vida. Escolham nesse dia aquilo que os faz lembrar de sua divindade. 

As lembranças são ferramentas muito importantes quando usadas de maneira sábia. Não sofram com lembranças de abandono, julgamento, escolhas erradas, uma lista enorme de coisas que fariam diferentes “SE” . Não estejam focados naquilo que parece ser errado.

Procurem mais um pouco pelo que existe de bom em vocês: as lembranças dos tempos em que foram abraçados por outra pessoa e totalmente amados e aceitos simplesmente pelo que vocês eram, quando não importava se seu cabelo era crespo ou liso, quando não importava se vocês eram gordos ou magros, nada disso importava porque a pessoa olhava para aparências e dizia “ eu amo você porque você faz aflorar o que há de melhor em mim. Eu amo você porque eu vejo Cristo em você, e vendo Cristo em você eu posso contemplar o Cristo que há em mim. 

Agora, pode ser que não usem essas mesmas palavras, mas é assim que o sentimento acontece. Quando você está com alguém que lhe ama e aceita totalmente como você é, você pode ficar despreocupado, deixando as aparências de lado. Você pode até ter a barriga do tamanho que ela tiver de ser. Você pode simplesmente permitir ser você mesmo.

É por essa razão que quando você está rodeado de amigos que lhe aceitam totalmente você se sente em paz. Você pode simplesmente ser quem Você É, e quanto mais fizer isso, mais amor conseguirá trazer ao mundo, porque começa em você. Tudo começa com cada um de vocês aceitando-se como são. Tudo começa com amor e conhecimento verdadeiro de si mesmo de dentro para fora. E enquanto fazem isso, colocam mais e mais amor e compaixão no mundo.

Já falamos outras vezes sobre compaixão, isso significa “ com paixão”. Significa estar com outra pessoa em sua paixão, sua paixão pela vida. Vocês estão com outros como Um. Isso é o que significa realmente compaixão: “Eu sou um como você.” 

Quando vocês são Um com outra pessoa, não começarão a querer derrubá-los, nem fisicamente nem emocionalmente. Quando são Um com o outro, vocês estão em Amor com eles – fisicamente e emocionalmente. Vocês estão no lugar de compaixão, onde podem ver uns aos outros como a si mesmos e acreditam no seu Eu como verdadeiro. Vocês são aqueles que podem fazer isso, porque acreditam no Amor, acreditam no poder da paz. Acreditam no poder da extensão divina da vida, e que tudo na vida é importante, e isso tem muito valor. A vida nunca pode ter fim, ela é energia, e nunca pode ter fim, ela pode mudar de forma, sim, mas nunca tem fim.

Compaixão. Banco de memórias. Quando foi a última vez que sentiu compaixão por alguém, seja por um ser humano ou por um animal? Às vezes é mais fácil lembrar de um amor incondicional por um animal, onde vocês se sentiram como Um em sua paixão pela vida, na simplicidade da vida. Todos vocês conhecem o sentimento de ser Um com alguém, seja com um ser humano ou com um animal de estimação. Algumas vezes na sua vida quando sentiram Um com alguma outra expressão de vida, lembrem-se desse sentimento. Levem esse sentimento para o lugar de trabalho, para o mundo, para todos os seus relacionamento com irmãos e irmãs. Vocês se transformarão. E mais do que isso, vocês irão mudar o mundo

Se seus líderes respirassem uns com outros antes de tomar decisões, haveria mais compaixão. Se vocês, ao lidarem como colegas de trabalho e amigos, respirassem e permissem a si mesmos um lugar de paz onde acessassem o banco de memórias, e lembrassem como a compaixão acontece, como é bom quando se sentem valorizados, então haveria mais amor e compreensão no mundo.

Vivam no lugar do Amor Verdadeiro – com V maiúsculo. Todo o resto é como polimento. Tudo tem um propósito, um propósito divino, mas pode ser que nem sempre seja assim tão bom, e às vezes vocês precisem de um pouco de curativos. Voltando ao banco de memórias, ao lugar onde sentiram-se amados é um bom curativo, ajudará vocês nos momento difíceis, e curará as feridas. 

Permitam-se uma profunda respiração. Sintam-se amados, vocês têm verdadeiro valor, vocês valem todo amor e compaixão. Vocês são fortes e corajosos. Vocês são capazes de tomar decisões que permitem que suas vidas sigam em frente de forma saudável. Vocês nunca estão sozinhos na caminhada. Estou sempre com vocês ! Que assim seja ! 
 
.....ooo00000ooo.....
Direitos Autorais 2007 Universidade Oakbridge. O material de Oakbridge é protegido por direitos autorais, mas gratuito para qualquer pessoa que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço: www.oakbridge.org

Tradução: Márcia Barbosa -  márcia.barbosa2007@gmail.com 

Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Página|    |Voltar Menu Jesus/Yeshua - Judith|   |Voltar Home|