A LEI BÁSICA DO UNIVERSO
Mensagem de Jesus, canalizada por Judith Coates
15 de Outubro de 2013
 
 
  Amados, vocês estão entrando em um tempo agora, uma parte de uma progressão que começou há muito tempo, antes mesmo desta vida, como vocês avaliam as vidas: uma progressão, permitindo a expansão, permitindo o despertar e um sentimento de leveza, de mais Luz.

É por isto que vocês estão vendo a escuridão elementar no que chamam de sua área política, em todas as áreas que vocês olham. A escuridão está se aproximando agora com todos os dramas, e vocês pensam: “Oh, isto está ficando pior”, mas não está.

Todas as coisas que vocês varreram para debaixo do tapete e que mantiveram debaixo dele, porque se pensava que não era seguro falar sobre elas, pensar nelas, ou trazê-las à luz, estão agora saindo para a luz, a fim de serem curadas. É como se vocês tivessem, talvez, o joelho esfolado. Parece terrível. Está tudo esfolado, machucado, e vocês pensam: “O que está acontecendo? Está tudo uma bagunça.”

Bem, isto é com o que vocês estão vivendo no mundo. Isto está chegando a um espaço onde tem que ser raspado, para talvez, sangrar um pouco e isto parece horrível, mas o que tem que fazer agora é curar. E isto está chegando a um espaço onde, se vocês tiveram o que é chamado de infecção e algo que esteve sob a pele, tem que abrir e então, a cura pode acontecer. E é isto o que vocês estão vendo: toda a confusão sob a pele está agora sendo exposta. E é aí que a cura pode começar.

Assim, quando vocês ouvirem sobre a infecção do mundo, permitam-se saber que verdadeiramente a pele está sendo puxada, de modo que a cura possa começar a ocorrer. Isto está acontecendo não somente em seu grupo geopolítico, mas também em todos os outros, e porque agora vocês estão chegando a um limite de compreensão da Unidade, estão conscientes de todos os irmãos e irmãs nos outros grupos geopolíticos que estão surgindo e fazendo um pouco de confusão, de modo que isto parece terrível, e, no entanto, o que está acontecendo está operando para a cura.

Agora, nós falamos em outros momentos que o seu tempo parece estar bastante lento. Na verdade, muitas mudanças acontecem a cada dia, e todas elas se somam para trazer a consciência coletiva ao despertar e para que sintam mais leves. Algumas vezes, é preciso algum tempo, antes que se possa ver: “Oh, estamos agora mais longe do que estávamos, talvez, há seis meses, ou há dois anos. Houve alguma evolução.”

Mas leva algum tempo antes que isto seja óbvio. “Bem, isto é realmente terrível. A cada dia, quando eu ligo a televisão, começo a ver as notícias, que são, realmente, muito desanimadoras”, e, no entanto, o coração está nisto. O objetivo é a cura ao trazer isto à luz, de modo que a cura possa começar.

Assim, quando se sentirem desanimados, saibam que estão realmente colocando o coração novamente nisto. Quando as pessoas lhes derem as notícias que parecem novas catástrofes – há sempre uma nova a cada dia, ou várias, talvez, a cada dia – saibam que, verdadeiramente, isto está sendo trazido a sua atenção. Vocês as estão convidando para a sua atenção, de modo que possam saber a verdade disto, não para que se concentrem no óbvio, não para que neguem que há violência acontecendo, ou, talvez, aqueles que tiveram todos os seus bens arrastados pelo furacão – e, no entanto, vocês viram estas pessoas dizerem quando lhes foi perguntado: “Como é isto para vocês?” E eles disseram: “Sou abençoado, porque eu superei isto.”

E assim, eles despertam. Então, eles chegam a um espaço de compreensão: “É a minha divindade que realmente orquestra a minha vida.” E quando este “Ah” acontece, então há uma grande gargalhada. Há uma grande libertação da opressão do mundo e um sentimento de Luz. E neste momento, a aura se expande de forma bastante significativa e eles podem dar um passo que é mais leve, que é livre.

Eu lhes falo de um espaço de liberdade, de expansão. Quero que compreendam o sentimento de expansividade, porque é a sua verdadeira natureza divina. A lei básica do universo é a expansão, a expansão eterna.

Seus cientistas, quando observam o universo conhecido, disseram-lhes que ele está se expandindo. Sua verdadeira natureza está se expandindo sempre e cada vez mais. A natureza básica de vocês é a expansão.

Vocês são energia. Tudo é energia. Seja ela moldada ou informe, é energia, e a lei básica da energia é a expansão. É por isto que vocês estão criando para si mesmos novos universos, universos internos e aqueles que são vistos e medidos pelos seus cientistas.

O Ser criativo está sempre se expandindo e criando e isto é Quem e O Que vocês são. Vocês têm um grande exemplo de expansão na natureza um fungo chamado “bufa de lobo” que cresce mais e mais, até que esteja quase do tamanho de uma bola de basquete. Começa como um pequeno cogumelo, menor talvez do que um pequeno botão, e continua a crescer e a se expandir, até que alcança o seu protótipo no plano divino.

Em sua vida vocês podem sentir a corrente subjacente da energia vital e saber que está sempre avançando, expandindo-se como a energia do espírito. Primeiro, isto entra na mente e vocês lidam com a corrente criativa na mente. Em seguida, com a respiração profunda, vocês podem chegar à sensação da corrente de energia viva. É por isto que lhes digo que façam uma respiração profunda, porque quando vocês o fazem, vocês se permitem por um milésimo de segundo tocar a corrente que é subjacente a tudo.

Assim, sempre que se lembram de fazer a respiração profunda, vocês se permitem ir até o espaço que realmente é a divindade subjacente, a corrente que é sempre vocês e que sempre será, enquanto vocês avançam no que vêem como outras experiências, outras vidas, outras formas, outras manifestações do que querem levar adiante.

Permitam-se saber que: “Eu sou eterno” – porque vocês são. “Eu sou o espírito que ativa tudo o que eu vejo. Eu sou divino. Eu sou o Criador, por isto sou tão criativo. Oh, meu Deus, algumas vezes desejo não ser tão criativo.” Mas então vocês fazem uma respiração profunda e dizem: “Bem, aquilo que eu julguei como não tão bom – eu poderia ter feito melhor”... e então vocês vêem como mesmo onde dizem “Eu poderia ter feito melhor”, trouxe-os ao espaço onde compreendem que vocês são melhores agora.

Tudo se constrói com um propósito. Tudo se constrói para lhes trazer ao espaço de aceitar na verdadeira consciência: “Eu estou bem. Tudo o que eu pensei que talvez eu pudesse ter feito melhor, foi realmente perfeito naquele momento.” Mesmo eu, como Yeshua há dois mil anos, pensava: “Oh, eu poderia ter feito melhor. Eu deveria ter feito melhor. Eu poderia ter dito...”

Eu conhecia o poder, a paz e o amor do Pai e como eu queria dá-lo às pessoas. Queria que eles soubessem que verdadeiramente eles estão vivos neste espírito. Alguns deles o compreenderam, mas alguns, não. Eles pensavam: “O que eu tenho que fazer amanhã? Onde irei conseguir as moedas de ouro?”

E assim eu orei ao Pai – eu fiz mais do que orar ao Pai. Eu clamei ao Pai: “O que há de errado? O que há de errado comigo que não poso passar a mensagem? Eu amo estas pessoas. Quero que elas saibam como são amadas. Quero que eles o sintam, sintam-no verdadeiramente no âmago deles.”

E quando eu parei e dei finalmente uma respiração profunda, o Pai me disse: “Não há nada de errado com você, e não há nada de errado com aqueles que não compreendem agora. Eles estão em seu lugar exato em sua jornada. Você está dizendo a coisa certa, e com o tempo eles ouvirão estas palavras. Talvez dois mil anos tenham que passar, talvez até mais tempo, mas está tudo bem. Não há nada de errado com você.”

Assim, eu dei uma respiração profunda e disse: “Bem, se você diz isto, eu acho que você sabe!, falei com o meu Eu divino, que é o Pai. E assim eu segui em frente, expressando a minha verdade do amor do Pai, da bondade do Pai, como a vida pode ser vivida fácil e alegremente, ainda que os Romanos estivessem vindo com as suas espadas e exigindo que eles desistissem não somente das moedas de ouro, mas de suas habitações, e até mesmo dos seus corpos físicos. Eles estavam exercendo o que eles (Romanos) viam como o seu poder naquele momento.

Mas isto foi apenas um poder passageiro, temporário e agora vocês têm a vantagem. Vocês podem olhar para trás e dizer: “Isto é parte da história. Vejo como eles surgiram e estiveram no poder por algum tempo, mas isto passou.” E houve outras civilizações que surgiram e desapareceram. Vocês têm algumas que são conhecidas agora, no que é chamado de sua mitologia, história antiga, até antes da história registrada, e tudo isto é verdade.

Mais e mais vocês reinventam, até que chegam ao espaço da respiração profunda. Vocês chegam ao espaço de dizer: “Olhem o que eu passei. Olhem as vidas que eu vivi. Olhem o que eu fiz – todas as outras vidas onde eu fui um líder, onde dei a minha visão e algumas vezes o meu corpo, porque isto foi necessário. Realmente, eu percorri um longo caminho. É a expansão que está sempre avançando.”

E vocês me ouviram falar inúmeras vezes sobre avançar e expandir, experimentar e expressar, até que o propósito do tempo tenha sido cumprido, porque vocês irão fora do tempo. O tempo é um construto que vocês fizeram para esta realidade, e vocês sentem a constrição de tempos em tempos, vocês sentem a constrição e dizem: “Não posso fazer tudo a tempo. Não posso chegar onde quero ir a tempo.”

Todo é medido no tempo, nesta realidade, mas vocês chegarão a um espaço onde sairão do tempo. Mas vocês estão e estarão sempre expandindo, sempre se expressando, sempre criando, porque esta é a sua natureza divina. Assim, se este for o seu futuro, e eu lhes garanto que é, vocês poderiam ser felizes nele. É um bom futuro, e vocês serão felizes nele a cada dia, a cada momento, mesmo fora do tempo.

Pois, na verdade, quando vocês deitam o corpo, vocês têm uma experiência chamada céu, mas é apenas isto, uma experiência. E quando o experienciaram ao espaço onde se sentem completos, como quando se sentem completos com a expressão física, vocês passam do que é chamado céu para outra experiência, sempre em expansão.

Vocês estão em uma galáxia em si mesmos. Em seu interior, vocês são a galáxia. Vocês podem ver isto quando atraem determinadas pessoas para vocês e todos giram na mesma direção, ou algumas vezes vocês não, e então parece diferente. Vocês são uma galáxia em si mesmos, sempre em expansão e avançando apenas pela experiência disto, apenas para que saibam como podem ser criativos, apenas para desfrutar.

Pois, realmente, quando vocês compreendem e aceitam que são energia – vocês sabem que são energia – vocês despertam pela manhã e algumas vezes dizem: “Oh, eu não tenho nenhuma energia”. Ou, algumas vezes, vocês acordam pela manhã e dizem: “Uau, não posso esperar para levantar e ir fazer...”, o que planejaram para aquele dia. E vocês sabem, até neste pequeno exemplo que são energia, não que vocês têm energia, mas que vocês são energia – vocês são a energia expansiva e criativa sempre avançando, e assim será sempre, mesmo além do tempo, quem e o que vocês são.

Usar a palavra “quem” os limita, aparentemente como uma personalidade. Mas ao falar “o que”, vocês são eternos, contínuos, além até do conceito do tempo, energia em expansão – vocês a chamaram de espírito – isto é o que vocês são. Vocês assumem certas personalidades, determinados atributos em diferentes vidas, diferentes expressões, apenas por diversão, apenas para experimentar, para ver como iriam se sentir.

Como seria ser um homem; ter determinados atributos de um homem; ser masculino; ser, talvez, capaz de montar no grande garanhão e conhecer a sua Unidade com esta forma de vida? Como seria ser uma mulher, ser feminina, dar à luz os pequenos? Como seria ter os atributos físicos do homem, e ainda ter as qualidades femininas? Como seria ter a forma física da mulher e as qualidades masculinas?

Como seria ser a borboleta, a minúscula borboleta, aparentemente frágil e ainda a própria vida? Como seria ser o grande mamute? Eles não são apenas parte da mitologia. Seus cientistas estão agora descobrindo alguns dos restos, de modo que vocês saibam que os trouxeram no que parece ser há muito tempo atrás, mas vocês não somente os trouxeram. Vocês foram eles, porque queriam saber: “Como é ser tão grande, expressando tanta energia na forma?”

Como seria ser uma minúscula lagarta, ser vida nesta forma e saber somente uma coisa: que eu tenho que continuar comendo. Como isto seria, embora não haja o pensamento que o segue. É apenas o instinto inato da vida de continuar a vida.

As lagartas não se preocupam. Elas não se preocupam porque estão comendo as folhas. “O que irá acontecer comigo?” Ou “O que acontecerá à árvore?” Elas apenas têm o instinto da vida, de estar sempre em curso. Este é o seu propósito, elas são vida. Elas são energia e a energia pode então entrar em outra forma. A vida nunca pode ser extinta. A forma pode ser extinta, mas não a vida.

A vida é uma expressão da Energia criativa que vocês são, seja na forma ou informe. A expressão da vida está sempre se expandindo, querendo se experienciar ainda mais, sempre em curso, sempre criando, sempre se expandindo. A lei básica do universo, formado ou não, é a expansão. Vocês são o próprio universo.

Que assim seja.

Jeshua ben Joseph (Jesus), expressando-se através de Judith Coates
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais 2012 Universidade Oakbridge.

O material de Oakbridge é protegido por direitos autorais, mas gratuito para qualquer pessoa que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço:
www.oakbridge.org 

Traduzido por: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 

IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Joshua - Judith II - IIVoltar HomeII