EU O ESCOLHI
Mensagem de Jesus/Jeshua canalizado por Judith Coates
29 de Julho de 2015
 
luz de gaia
 
  Amado, quero lhe falar sobre o que você vê como um longo tempo passado – e, no entanto, não é. Quero retornar há dois mil anos, quando você caminhou comigo, porque, na verdade, você caminhou comigo.

Conhece as multidões? Bem, você fez parte das multidões. Você foi um dos meus discípulos. Você foi aquele que eu escolhi para estar comigo, para caminhar comigo. Neste dia e tempo, você quer que outros compartilhem a jornada com você, e eu queria isto também. Você quis isto também, assim se colocou em certa área geográfica onde poderíamos nos encontrar.

Eu o escolhi para caminhar comigo. Eu o escolhi, antes que você escolhesse a encarnação nesta vida, como você faz com muitos dos seus amigos. Você faz um acordo antes de assumir a encarnação, e diz: “Eu irei encarnar em tal e tal país, e em tal e tal hora”, e ainda que você não esteja na mesma localização geográfica, você faz uma longa caminhada para se encontrar mais uma vez.

Você chega a um novo país, algumas vezes, e se pergunta: “Por quê? Por que eu vim?” Era para se reunir aos amigos que você conheceu em outras vidas, amigos que o amam, e você quer este sentimento novamente de estar apaixonado; não necessariamente o amor romântico – isto é bom também, porque ele o tira do seu pequeno eu – mas o Amor que se permite funcionar em um espaço que diz: “Eu tenho valor. Sou digno e estou compartilhando isto com os meus amigos, com a minha verdadeira família.”

E a sua família é muito maior do que apenas a família biológica. Você viajou com determinadas pessoas em outras vidas, em outras áreas geográficas, outras culturas, com outros ensinamentos de gerações. E você disse antes da encarnação: “Vamos nos encontrar novamente, e eu o reconhecerei quando o ver, e ficarei feliz, na alegria ao vê-lo, porque parecerá que mais uma peça da totalidade se uniu ao jogo.”

Você vive no Amor. Esta é a sua verdadeira natureza. Você desceu do espaço do Amor. Você desceu ao mundo, em todos os “e se”, e agora você está dizendo: “Eu quero uma mudança, quero algo novo, quero me sentir expansivo. Por trás da minha mente e do meu ser, sei que isto não é tudo de mim, e quero experienciar tudo de mim, o meu amor, a expansão que sei que posso ser.”

Se você escolheu aqueles para a jornada, que estão conhecendo o seu Eu Crístico, então, eles reconhecerão isto em você e podem chamá-lo, e você, muitas vezes, responderá a este chamado, porque você quer sair do eu pequeno.

Eu o escolhi. Eu o chamei em tempos passados, quando você considera o tempo. Você me chamou, porque sentiu que havia algo mais que queria conhecer. Você queria ter o sentimento da totalidade; passar pela vida com um sorriso na face e com o coração aberto.
Seja feliz. Seja feliz com o que você criou. Olhe em seu espelho e veja o milagre que você trouxe junto, Você conhece o milagre da finura do cabelo? Que pensamento veio ao fazer o milagre de um único fio de cabelo? Qual é o milagre que permite que as unhas cresçam? Elas não param de crescer, você sabe. Mesmo quando você deixa o corpo, após algum tempo, elas ainda têm a essência da vida e continuam a crescer – estranho, mas verdadeiro.

Celebre o corpo. Celebre aqueles de quatro patas que são os seus companheiros, aqueles que lhe mostram como a vida pode ser vivida, pulando para cima e para baixo, correndo, estando felizes em sua pele, correndo felizes pela casa. Você percebe como eles são inteligentes.

Se você fosse se sentar, pegar um pedaço de papel de um caderno e começasse a listar todas as criações – todos aqueles de quatro patas, aqueles com asas, aqueles que nadam na água, os de dois pés, etc. – você preencheria cadernos e estas são as suas criações. É um grande milagre que você faz, mas, muitas vezes, você nem pensa nisto.

Mas, como eles vieram a ser criados em sua realidade? Você disse que os teria em sua realidade, toda uma variedade de formas, todos vieram de um Processo criativo do qual você veio. Assim, quando você se pergunta: “Por que estou aqui?” Saiba que o Amor o escolheu. O Amor o escolheu para estar na forma, para estar em nossa sagrada Mãe Terra por um período de tempo e, então, vir inúmeras e inúmeras vezes para apreciar as suas criações.

O Amor o escolheu para ser a sua extensão. Sempre que você acorda pela manhã e diz: “Oh, outro dia. Por que estou ainda aqui?”; saiba que você está aqui porque o Amor o escolheu para ser a extensão do Amor, da Divindade, para compartilhá-lo com os irmãos e irmãs, para viver com o seu Eu Crístico, o seu Amor, e dar amor a si mesmo, saber que você é realmente a mais maravilhosa essência. O Amor o escolheu.

E se você passou por experiências na vida que não parecem amorosas, registre-os com criatividade. Não os julgue. Não se julgue dizendo: “Bem, por que eu encarnei nesta família? Tenho um pai que bebe muito. Tenho um pai que julga muito. Tenho uma mãe que não me ama. Tenho uma mãe que teme o que os vizinhos irão pensar. E durante todo o tempo em que crescia, era sempre: “Tome cuidado com o que diz e com o que faz, porque “eles” o estão julgando. Você tem que ser perfeito.” Bem, você já é.

Se o Amor o escolheu – e isto é verdade – o Amor escolhe a perfeição. Você é esta perfeição. Ainda que não o veja, você é a perfeição. Assim, sempre que se sentir que está indo de encontro a um obstáculo, ou se lembrar de algo que aconteceu anteriormente que não pareceu adequado, eu lhe falei para viver no espaço de dar amor – o perdão – dando amor no lugar do que você sente que foi um erro em sua direção.

Agora, se você o recebeu, você o convidou. “Não, Yeshua, eu não convidei este abuso. Eu não convidei, não iria, não poderia.” Sim, você poderia. Sim, você o fez. Mas você o fez, a fim de conhecer o oposto disto e viver a partir do oposto disto, viver a partir de um espaço do eu amoroso. Pode levar uma década, ou pode levar toda uma existência, ou pode levar várias existências, porque você pode repetir o padrão. Mas, eventualmente, você chegará ao espaço onde dirá: “O Amor é Quem eu sou. O Amor me escolheu para estar neste espaço, neste momento, assim, realmente, não importa o que alguém pense que eles estão fazendo. Eu sou o Amor e o amor nunca fere. O Amor apenas continua amando.”

Se você sabe que é amado – e você é – então, pode sair e compartilhá-lo com os outros. Você tem um sorriso na face. Você tem um sorriso no coração.

“Eu sou o Amor. O Amor me escolheu, assim eu respondo a este Amor.” E quando você lhe responde, percebe que outros irmãos e irmãs respondem com amor. Agora, nem sempre, porque como dissemos muitas vezes, este é um planeta de livre arbítrio. Mas quando você compreende – percebe em sua consciência – que o Amor o escolheu, tudo muda. E tem que mudar, porque então, você está vivendo em um espaço que o mundo não conhece, mas em um espaço de sua verdadeira divindade.

Eu o escolhi. O Amor o escolheu. Você é o meu discípulo. Você é o meu amigo e o Amor é Quem e o Que somos.

Que assim seja.
 
 
-.....---==II==----.....-
 
 
Direitos Autorais 2012 Universidade Oakbridge.

O material de Oakbridge é protegido por direitos autorais, mas gratuito para qualquer pessoa que queira usá-lo, contanto que os créditos apropriados sejam listados, incluindo o nosso endereço:
www.oakbridge.org 

Traduzido por: Regina Drumond  – reginamadrumond@yahoo.com.br
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
 

IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Joshua - Judith II - IIVoltar HomeII