LIMITES DENTRO DA UNIDADE
Mensagem dos Iluminados Por Andrew Martin
Em 10 de agosto de 2014
 
  Saudações, Queridos.

Hoje nós queremos lhes falar sobre a importância dos limites.

Quando falamos de limites, não nos referimos aos limites e fronteiras ilusórias que muitos humanos usam para criar mais apoio à ilusão de separação.

Nós estamos falando dos limites que são estabelecidos internamente por vocês e que alinham com a verdade de onde vocês estão em cada momento.

Esses limites energéticos são importantes uma vez que eles permitem que vocês assumam a responsabilidade por suas próprias escolhas, suas próprias experiências e suas próprias criações enquanto que permitem que os outros façam o mesmo.

Fala-se muito sobre o assunto da Consciência de Unidade, e o paradoxo de compreensão e aceitação de que todos nós estamos conectados como Um é a compreensão e aceitação do fato de que todos são responsáveis por suas próprias escolhas e ações.

Reconhecer que todos nós somos conectados como Um não implica que vocês devem assumir os fardos do outro... na verdade, é exatamente o oposto.

Aceitar que todos nós somos Um e que cada escolha e ação tem um efeito no coletivo significa que nós devemos permitir que os outros sejam livres para fazer suas próprias escolhas e tomar as decisões de como viver e criar sua própria vida.

Muitos de vocês escolheram tomar o caminho de ser curador, guia e mostrador do caminho.

Esse trabalho é crucial para a ascensão de todos.

Mas aqueles que vêm a vocês pela ajuda, sabedoria e orientação ainda são totalmente responsáveis pelas escolhas que eles fazem.

Nós usamos a analogia do personal trainer em mensagens anteriores e vamos trabalhar com essa ideia hoje.

Se vocês são um daqueles que escolheu ser um treinador para outros que desejam fazer escolhas mais saudáveis em relação aos seus corpos físicos, vocês deveriam saber que seu papel é orientar e oferecer critérios, sabedoria e em muitos casos correção para seus clientes.

Entretanto, não é sua tarefa como um treinador aumentar o peso para eles, ou estar em cima dos ombros deles em cada momento dizendo o que comer ou o que não comer.

Tomar a decisão de carregar o fardo e fazer o trabalho pelos seus clientes não somente os colocaria numa posição indevida de carga sobre vocês, como não faria nada para melhorar o estado de saúde de seu cliente.

O mesmo é válido para vocês e para outros indivíduos que vocês encontram em seu caminho.

Ter compaixão, empatia e amor pelo outro não significa que vocês devem assumir os fardos deles ou o trabalho por eles.

Vocês podem oferecer um conselho amoroso, ou vocês podem oferecer a eles um ombro para chorar ou um ouvido empático, mas quando vocês decidem fazer o levantamento pesado por eles... vocês não só se prestam um desserviço por se arrancar de seu próprio alinhamento, mas vocês também tiram deles a oportunidade de aprender as lições que eles mais precisam aprender para o próprio progresso e evolução de sua alma.

Esses são os limites de que falamos.

Esses limites não podem ser vistos... eles somente podem ser sentidos.

Quando vocês se alinham com o Centro do Coração e criam e vivem a partir dele, vocês sabem o que é estar em seu poder e em sua verdade.

Quando vocês são orientados a agir e a ajudar ou assistir a partir deste Centro do Coração, então vocês estão trabalhando dentro de um limite que é energeticamente saudável porque vocês estão agindo a partir de uma posição de alinhamento.

Quando vocês agem ou fazem uma escolha que parece “livre”, então vocês aprenderam a confiar que ela de fato é livre.

Independentemente do que vocês percebem estar acontecendo ao seu redor externamente, quando vocês escolhem permanecer em alinhamento, então vocês estão estabelecendo e cultivando um limite saudável.

Aprender que a permissão que circunstâncias externas os tirem do alinhamento é uma escolha é uma poderosa compreensão.

Seu poder e seu livre arbítrio são seus por Direito Divino e somente podem ser entregues por vocês... eles não podem ser tomados de vocês.

Sua paz de espírito, sua bondade de coração e o fluxo de alinhamento são as coisas mais importantes que vocês podem nutrir.

Nós não estamos sugerindo que vocês nunca deveriam ajudar ou assistir o outro...

Nós simplesmente estamos declarando que quando vocês agem a partir de uma posição de alinhamento e de poder pessoal, vocês estão agindo de acordo com sua verdade e, portanto, dentro de um limite saudável.

Quando vocês agem porque sentem que “devem” ou que o outro é incapaz de se autoajudar apesar de parecer que vocês estão diminuindo sua própria luz... vocês estão agindo fora de um limite que é saudável para vocês.

Cada alma tem sua própria frequência e caminho individuais e o que está em alinhamento para um pode não estar necessariamente em alinhamento para o outro.

Vamos lhes oferecer outro paradoxo na discussão deste assunto.

Os limites mais eficazes são os limites fluidos e que vocês permitem que evoluam de momento para momento.

Estabelecer-se dentro de uma estrutura energética rígida pode numa determinada altura servi-los, mas não tenham medo de seguir com o fluxo daquilo que vocês são orientados para fazer.

Tal como vocês se encontrarão querendo coisas diferentes de sua vida em determinados pontos de seu caminho, vocês também verão em cada momento do Agora que serão orientados a oferecer diferentes respostas e fazer escolhas diferentes.

Quando vocês percebem que uma escolha não ressoa mais dentro de vocês como verdade, então vocês serão orientados a fazer uma nova escolha.

Quando vocês encontram indivíduos em seu caminho que em determinada altura podem não ter recebido uma resposta específica de vocês a respeito de certo assunto, cabe a vocês definir para eles quais são seus novos limites quando estes mudam.

Se vocês não conseguem se afirmar e honrar os novos limites que estabeleceram para si, então vocês se encontrarão empreendendo ações que os tiram do alinhamento.

Isso não é dizer que vocês precisam se explicar, defender ou descrever por que vocês mudaram seus limites... às vezes uma simples resposta como “não está mais no meu fluxo fazer isso para você” ou “eu fiz algumas mudanças e isto é o que eu posso fazer agora”, até a resposta mais simples de todas como “isso é algo que não me sinto mais confortável para fazer” será suficiente.

Seus limites são seus para criar e cuidar tal como seu alinhamento é seu para nutrir e cuidar.

O maior ato de Amor e Compaixão é permitir-se sentir-se honrado, amado, valioso e seguro por suas próprias escolhas.

Vocês não precisam dizer sim para qualquer coisa que não lhes serve.

Martírio e autossacrifício são conceitos nobres, mas muito frequentemente eles são usados como uma desculpa para ou se abandonar ou esperar que outros se abandonem em nome do outro.

Não há nada de iluminado sobre diminuir quem vocês são na esperança de que irá ajudar o outro.

Quando cada indivíduo começa a viver e criar de uma posição que é honesta, verdadeira e alinhada com o Amor, então de um por um começa a criação da Unidade.

A Unidade não é um destino no sentido físico, ela é um espaço energético onde cada indivíduo honra e respeita seu próprio sentido interno de paz e alinhamento, e, por sua vez, honra e respeita o sentido interno de paz e alinhamento para os outros.

Então se honrem e amem-se de um modo que parece honesto e verdadeiro.

Digam sim ao que vocês querem dizer sim e permitam-se fazer novas escolhas quando as antigas não ressoam mais.

Vocês não estão aqui para sofrer para que outros possam prosperar.

A Unidade não é assim.

Em amor e Luz nós os deixamos!

Regozijem-se!

Os Iluminados
 
-.....---==II==----.....-
 
  Direitos Autorais:luz de gaia
Copyright©Andrew Martin. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere ou edite de forma alguma, o conteúdo permaneça completo e você inclua esta nota de copyright e o link:
http://www.thelightedones.com

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com 

 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.