AS ROSAS DA SERENIDADE
Mensagem da Mestra Kuan Yin Canalizada por Elsa Farrus
Em 23 de maio de 2014
 
 
  Muitos de vocês estão vendo rosas quando trabalham em práticas energéticas, outros já foram chamados para o caminho das rosas.

Em toda casa e em cada um de vocês as rosas são parte de sua essência interior.

Rosa é o que chamamos, em muitos templos e iniciações do conhecido, como o selo do desconhecido.

É muito simples, quando se começa algo, põe-se uma semente, mas se desconhece se o fruto será o esperado ou se superará muito a primeira intenção.

Por isso a rosa é o símbolo do sagrado, é o símbolo do segredo da vida que traçará seu caminho.

E é o símbolo do desdobramento da informação que os orbitais de suas rosas-lótus internas contêm.

Todos e cada um dos seres vivos possuem em seu interior uma imensa rede de elétrons, grandiosa e extensa, de órbitas e desenhos que os seus elétrons geram ao traçarem percursos para se entrelaçarem com outros, ao compartilharem nutrição, informação, etc..

Todos eles têm milhões de traçados ou percursos, tantos como as camadas infinitas que um ser vivo tem de informação em seus corpos sutis ou aura, acrescido do que tem em seu campo eletromagnético.

Quando muitos de vocês estão desdobrando sua informação, impregnando com energia uma experiência, tais elétrons traçam órbitas de luz que vão e vêm de seis chakras se a experiência está completa; a isso chamamos de lótus de luz ou as rosas internas que têm e contêm a sua informação.

Eles também são este percurso, o que em muitas culturas chamam de mandalas, pois eles são uma secção horizontal de diferentes estados de consciência, e por sua vez, também modelos de informação que contêm novas informações que agregarão à sua consciência.

As rosas são o símbolo do sagrado em vocês, por isso, depois de cruzarem a quarta dimensão começam a visualizá-las e senti-las em seu interior, inclusive sem invocá-lad, como parte ativa de seus processos de cura ou de seus alinhamentos.

Por isso, em canalizações diferentes, estão entregando para vocês as matrizes originais de Gaia Maia criadas nos jardins de Maia e nas mansões de Sírio com hologramas e frequências de luz para que todas elas possam ser incorporadas em vocês de maneira gradual.

Elas são em si, por suas geometrias, cores e símbolos, chaves de luz que ao serem incorporadas em suas estruturas cristalinas lhes permitirá completar ou restaurar circuitos de luz de seu campo eletromagnético, assim como o trabalho direto com certas consciências que apoiarão vocês em seus processos pessoais.

As rosas em si são transformação.

Elas estão diretamente associadas com a Mestra e Mãe Maria, mas na realidade, são muitas as Mestras que trabalham com elas: eu, Kuan Yin, Palas Atena, Lady Nada, Aurora e todas as Mestras geneticistas do quinto sol de Alcyon, que trabalhamos com Metatron e outros Mestres para equilibrar e restabelecer a vibração das consciências.

As mansões são as escolas e por sua vez centros de criação de Sírio, Plêiades, Antares, Andrômeda e todo um legado de planos de consciência, onde se criam os hologramas e as geometrias que dão vida aos seus cristais internos; todos eles são o que permite a comunicação entre planos e entre as diferentes partes de seu organismo (estas fotos são quadros de mansões que eu via quando pequena em Sírio).

Eles, tais hologramas, sustentam a vida nos seres vivos de todos os planos de consciência e muitos deles, vocês os conhecem em seus planos de vida como símbolos ancestrais que algumas culturas guardaram e que são transmitidos de pais para filhos desde a antiga Lemúria.
Em seu planeta, quase cada cultura tem algum símbolo e na atualidade, muitos de vocês estão decodificando símbolos próprios em suas meditações em forma de códigos de luz, de Irdin ( Irdin ) ou de símbolos geométricos.

Todos e cada um deles são portais de canalização ou planos de memória.

É por isso, que com a abertura desses símbolos de luz, que estamos reenviando para Gaia para que sejam ativados em suas memórias.

Cada ser tem suas próprias rosas, cada ser tem seus próprios códigos, cada ser reinventa e reestrutura seus códigos internos a nível pessoal ao entrar em contato com as rosas: elas contêm a chave de uma informação, o como se integra depende do coração de cada ser e da bagagem pessoal dessa alma vida após vida, tempo após tempo e de sua determinação para ser um com o universo.

As chamadas Rosas de Maria que se conservam em quase todas as tradições do planeta, são as rosas de luz de Cristal Gaia Maia.

Elas são a porta do alinhamento de sua consciência cristalina e o caminho de volta para a sua essência e vibração pessoal, que alinhará seu corpo físico ao seu campo eletromagnético.

Aguardamos vocês com muito amor desde os jardins de Maia.
Amada Kuan Yin


Quero agradecer a todos pelo compartilhamento das canalizações todos estes anos.

Foram me dadas na última semana onze rosas, cada uma delas com suas meditações e com seus códigos e suas mestras, utilidades e frequências.

Cada uma delas contém uma iniciação.

Todo esse material porei em um blog, gratuitamente, como me pediram os mestres, porei a orientação, mas demorarei uns dias para finalizar os desenhos e os áudios e postar tudo, pois eu mesma o faço.

Mas em uns dez dias no máximo as onze rosas que já tenho estarão disponíveis para todos.

Um forte abraço e obrigada.
Elsa
 
 
-.....---==II==----.....-
 
  Direitos Autorais:
Fonte: http://ascensionalquimicageometrica.blogspot.com.es/

Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/ 
 
 
Gostou! Compartilhe com os  Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Elsa FarrusII - IIVoltar HomeII