A CONSCIÊNCIA DIAMANTINA
Mensagem de Celestial
Canalizada por Elsa Farrus
Em 02 de abril de 2014
 
 
  Quando todas as facetas sobre uma experiência forma uma só realidade: A experiência significa milhares de fractais integrados em um.

A consciência diamantina não é uma experiência externa, é a capacidade de integração das experiências em si mesmo através de todos os seus aspectos.

É a capacidade de estar em duas ou mais realidades de uma vez, ou seja, em tempo esférico (para que entendamos, fazemos isso milhares de vezes nos sonhos, quando dormimos, nós estamos em duas realidades simultaneamente).

Tudo isso é consequência do trabalho pessoal e grupal que vocês foram realizando nos últimos anos de ir tomando consciência de quem são e de como realizaram suas experiências e amenizaram as polaridades desde que as viveram, o que produziu de maneira muito completa uma nova abertura do coração ao nível da memória celular para poder viajar através de todas as suas experiências, tanto individuais como de grupo, o que lhes permitirá avançar em seu processo de Autoconsciência.

É a capacidade de integrar em uma só experiência Vontade, Intelecto (ou seja, mente analítica) e afetividade (ou emoções).

Esta abertura não é somente a nível pessoal, mas também é a nível celular, nível social e nível de integração da Consciência de Unidade: é um primeiro passo na Unidade.

A Consciência Diamantina é a chave do livre arbítrio (por isso muitas pessoas estão sonhando com chaves douradas, ou que os mestres lhes dão chaves nas meditações), é a chave autêntica para conhecer a si mesmo, suas limitações e medos, para que estejam conscientes do “que não é” e assim seja banido dos hábitos e poder ser livre nas experiências.

Ela lhes permitirá encontrar em si mesmo todas as respostas para poderem ser de uma maneira completa, reconectando-os de maneira natural e progressiva para o equilíbrio com todas as experiências pessoais, grupais e planetárias para selar e encerrar tudo aquilo que ainda os isola de seu coração, o que dói por falta de compreensão e para encontrar o ponto de equilíbrio real que lhes permitirá recuperar sua essência.

A Consciência Diamantina não é externa, não se pode forçar, não se pode adquirir, somente se pode ir completando à medida que vão tomando decisões e vão se permitindo transformar a sua história em sabedoria.

Ela lhes permite equilibra-se a partir da visão global, de cada experiência de sua vida e de outras vidas e outros planos, para poder cocriar as novas experiências a partir de si mesmo à medida que vai liberando o DNA.

O diamante do chakra do coração ou consciência diamantina é o ponto de união com todos os ancestrais e com tudo que os rodeia, unindo as realidades simultaneamente; por isso alguns de vocês nestes dias sentem sintomas de enjoo ou de mudanças físicas rápidas, como inchar, desinchar o abdômen, vertigem ou estar voláteis.

A Consciência Diamantina, uma vez desperta, responderá de maneira imediata e exata à verbalização das intenções, inclusive das que não chegam a verbalizar...

Por isso estão como em uma montanha russa, que flui tão depressa em sincronia, e então tudo parasse até descobrir o novo código de memória para desbloquear.

E nada acontece ou se materializa até que não esteja desbloqueado, compreendido e incorporado como experiência.

A luz violeta ou chama violeta, como vocês a chamam, foi a que permitiu em primeiro lugar romper as camadas da memória celular, os implantes e os bloqueios das energias autolimitadoras e densas que trazem aderidas nos núcleos das células.

O raio nácar e prata trouxe a essência de uma espécie de camada de luz que refrescou e restaurou a comunicação entre aura, alma e intuição.

A luz dourada ajudou a começar um processo de limpeza e dinamização da união entre mente e coração para ter uma mente consciente.

A frequência cristalina trouxe a possibilidade de iniciar uma nova remodelação e o despertar dos 12 chakras básicos, aproximando mais da consciência global em vocês, abrindo a comunicação entre os chakras físicos e os transpessoais, que unem à essência e que abrem a ponte para novos pontos e chakras que irão se incorporando em vocês.

E a frequência do raio diamantino é a que nasce desde o interior do chakra do coração, diretamente irradiando para o exterior.

Ela nasce e surge da união do cristal interno com a essência cristalina de todos os corpos e de todos os planos em uníssono, em um som só, em uma frequência só: a frequência que ancorar ao ponto de vida, dentro do universo e dos universos paralelos sem sair do campo áurico dos corpos astrais, ela é a chave da união à matriz.

É A CHAVE PARA A CONSCIÊNCIA DE UNIDADE.

Esta chave é que se abre em vocês durante todo este ano de 2014, ou se aperfeiçoa para aqueles que já a abriram, ou que se encaixa para os que se lembram dela.

A frequência é agora, é já, é o momento igual para todos.

Obrigada, Irmãos, desde o Sol Central,

Celestial
 
 
-.....---==II==----.....-
 
  Direitos Autorais:

Fonte: http://ascensionalquimicageometrica.blogspot.com.es/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com/
 
 
Gostou! Compartilhe com os  Seus Amigos.
 
Facebook    
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Elsa FarrusII - IIVoltar HomeII