O BEIJO ALQUÍMICO
Mensagem do Mestre Lanto - Por Elsa Farrus
Em 27 de setembro de 2015
 
luzdegaia
 
  É importante nos atrevermos a encerrar as velhas cicatrizes, elas são a chave do coração e o coração nasceu para coisas mais importantes do que o passado...

Somente um coração em harmonia e paz pode amar: a maior experiência e desafio do nosso planeta.

Elsa
 
 |_____||_____||_____|

Nestas próximas horas encerra-se um ciclo que se iniciou no mês de junho de 2002 com um eclipse solar. A porta deste eclipse se dá nas faixas energéticas das “Ilhas Britânicas”, abrindo um portal de comunicação constante entre todos os planos de consciência, por ressonância.

Cabe recordar que o primeiro e grande eclipse foi em junho de 2002 e o de grande abertura é o de 2011, ou seja, 2-2.

Os antigos chamavam de beijo alquímico ao momento justo em que a lua e o sol se uniam em concordância como arquétipos de equilíbrio na dualidade, ou seja, o equilíbrio absoluto entre os gêneros, o que se realiza no chakra base à medida que cada um resolve o mapa de suas emoções recolocando a energia pai, mãe, ou seja, suas linhagens de constelação familiar e cultural. À medida que se recolocam os mapas pessoais de vida abre-se a consciência de vida do chakra base e estabelece-se relação com todos os planos de consciência. Se não for assim, não se produz o que Platão e os demais chamavam de dialogar com os reinos, o reino animal, vegetal, mineral, angélico, etc.. Ou seja, a abertura de consciência de que tudo ao nosso redor é vida.

É por isso que para que se produza um processo de ascensão física o chakra base estará regulado em unidade e em comunicação com os reinos.

O eclipse é a comunhão consciente entre essa unidade: irá nos enviar energia extra que nos permite continuar nos posicionando em nossa verdade:
- quem somos
- o que esperamos da vida
- o que oferecemos ao nosso ambiente
- o que fornecemos ao nosso motor interno – o chakra do coração unificado com o pilar interno, o da base e o da coroa...

Os cabalistas conhecem bem que quando completamos o pilar do meio – ou seja, os chakras que são unitários com o equilíbrio dos chakras duais – é quando tomamos consciência de nosso propósito de vida abrindo-se a Árvore Cósmica, ou seja, a expressão de nosso prana para todos os planos de consciência com um único propósito: SER UM COM A VIDA, COM O COSMOS.

Esta abertura está se produzindo de maneira massiva nestas horas e terá uma vigência de quase um ano e não é somente a nossa pessoal, e sim que entramos na abertura da Árvore Cósmica de Gaia. Foi ela que decidiu se alinhar com o fluxo da Via Láctea e do Universo e somos nós que nos adaptamos à sua nova vibração.

A importância da Árvore Cósmica reside no simbolismo do equilíbrio perfeito entre suas raízes e seus ramos, permitindo em todo momento crescer sem limite, pois, ao crescer, nascem e se expandem novamente suas raízes que a tornará sólida. Esse simbolismo ao nível de chakras é a abertura da MER-KA-BA na quarta e quinta dimensão e adiante, cada ser em sua própria dimensão, quando os dois tetraedros que a formam começam a posicionar na forma de dois cones cujo centro é o chakra do coração (recordemos que é aí onde se situa o éter em algumas culturas). E é onde as energias entrantes, provenientes do universo e as provenientes de nossas decisões na Terra, darão combustão a cada uma de nossas decisões materializando-as para o bem e para o mal em função do nosso propósito. Ou seja, se nascem do medo ou da confiança.

Temos um ano inteiro para terminar de recolocar tudo isso, ou um instante, será uma escolha pessoal, mas se queremos que a Árvore Cósmica e a de nossa vida deem frutos, devemos selar a comunhão com Gaia. O 2016 É UM GRANDE ASSENTAMENTO NO PRÓPRIO SER.

Não podemos desprezar nosso corpo físico por saudade de outros planos ou somatizaremos, não podemos depreciar os que ainda estão adormecidos, pois depois do alinhamento planetário desse portal eles despertarão em ressonância com Gaia e eles possuem almas tão belas como as outras. Não podemos classificar a consciência, pois é infinita e sempre se expande, e é comum a todos os seres do universo, não há graus, não há consciência maior ou menor, não há memória maior ou menor dela. Então revisem seus parâmetros espirituais e quantificações dos mesmos, pois em um plano esférico não há medidas, há unidade.

Alguns se perguntam o que devem fazer nessas datas: NADA, absolutamente nada, apenas fluam com suas vidas, encham-se de energia, ancorem-se bem, se veem que têm palpitações ou ansiedade, é que estão desenraizados, pratiquem meditações de união com a Terra ou carreguem cristais do chakra base, tomem essências florais ou incensos da terra e deixem que sua transformação se faça de maneira natural sem passar por suas mentes.

É Gaia quem escolhe essas ocasiões, é o universo quem a apoia e vocês são mais um junto com eles.

Desfrutem da energia extra para mudar suas vidas ou assentá-las no que desejam e sabem que já funciona, o resto chegará por ressonância. E demos graças não somente ao beijo alquímico, mas sim a toda a abertura que representa o eclipse que estamos vivendo e as magníficas oportunidade de aprender que se aproximam.

Um beijo, amados,
Mestre Lanto

O caminho de sua vida se abre quando você caminha para o seu coração.

Uma saudação com amor,
Elsa
 
-.....---==II==----.....-
 
  Direitos Autorais:
Fonte: http://www.ascensiongaia.es/
Tradução: Blog Sintese http://blogsintese.blogspot.com
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Elsa FarrusII - IIVoltar HomeII