A ABERTURA DO SEGUNDO CHAKRA
Mensagem de Sananda - Canalizada por Elsa Farrus
Em 18 de dezembro de 2015
 
luz de gaia
 
  Amado ser de luz, sou Sananda, a abertura do segundo chakra que você tanto tem sentido é uma das chaves da ascensão. Abre-se a energia do segundo chakra em união com as glândulas suprarrenais.

E abre em vocês o fluxo de energia que os ajudará na transformação física.

As glândulas suprarrenais são o sensor de realidade, que os ajudam a concretizar suas emoções. Elas medem e transportam todo seu ser.

Elas são as encarregadas de descartar tudo aquilo que não lhes pertence desde o físico até o mais místico.

O processo de união de suas glândulas suprarrenais ao campo etéreo é imediato, elas geram hormônios de vida.

Mas em muitas vidas são esmorecidas por suas decisões e sua vontade e não cuidar de vocês mesmos e renunciar à sua essência.

Agora a atividade nelas está mais intensa do que nunca, pois também estão drenando a energia de tempos anteriores e de vidas paralelas para que possam chegar a ter seu campo unificado.

Ou seja, a união de todos os seus corpos físicos, o mais tangível e seu campo eletromagnético.

Todo o emocional é depurado por seus rins e suas glândulas suprarrenais.
Esse exercício que lhes propomos os ajudará a restaurar os subchakras das glândulas suprarrenais e a restaurar seu fogo.

Respirem profundamente várias vezes e sintam como um raio de luz violeta sobe do núcleo da terá enquanto respiram várias vezes, respirem profundamente e sintam como se aproxima de seu chakra estrela de Gaia, um palmo abaixo da sola de seus pés.
Respirem e sintam como esse raio de luz se divide em três luzes: a primeira em direção do chakra base, a segunda da sola do pé esquerdo e a terceira da sola do pé direito e respirem nove vezes enquanto sentem como a luz sobe na vertical para vocês pelo prana até a base e pelo interior de suas pernas até o chakra base e aí voltem a respirar, sentindo como a luz violeta sobe para o segundo chakra.

E vemos como se dirige ao rim, enchendo-o de luz violeta, e respirando profundamente por três vezes nos dois rins, e depois vemos como dos rins nascem uns tubos de luz que descem em direção do chakra base por onde sai a luz violeta entrante empurrando a luz negra e cinza para baixo, que leva todas as memórias que há, e vamos respirando suavemente por três vezes enquanto o circuito se forma.
Respirando profundamente de novo pedimos ao universo um raio de luz dourada que desce até nós e passa em paralelo com nossas costas e para na zona lombar em nossa aura. Respiramos de novo por três vezes e sentimos nas costas à altura de cada glândula suprarrenal e enche de luz dourada.
E essa luz dourada vai restaurando todos e cada um dos tecidos que formam os rins e os nutre e os reenche ao mesmo tempo em que a luz violeta os limpa.
Continuamos respirando de três a cinco minutos e vemos como o canal de luz violeta do chakra base por onde sai tudo para o exterior a luz dourada pode começar a sair se tivermos descarregado a cólera ou continuar a baixar luz violeta e sentimos como a energia drenou nossas memórias incrustadas.

Fazemos gradualmente, respirando um pouco a cada dia e finalmente pedimos um raio verde claro de cura para que entre pelo nosso chakra da coroa e encha todo o nosso corpo de luz verde e que essa luz se dirija a todo o corpo suavemente e depois à nossa aura.
Agradecemos e concluímos a energia e começamos a mover nossos corpos suavemente antes de abrir os olhos, com paz e respiramos profundamente de novo por três vezes.
Obrigado.
As imagens da meditação estão em ascensiongaia.es
Ao nível sinodal de seios no paladar abre-se a consciência da pituitária, a base da comunicação com seu corpo emocional ou o que vocês chamam criança interior, a atividade a este nível físico.

Entre outras funções a glândula pituitária é a assertividade em suas decisões.
Ela mede como um radar a realidade que os rodeia e emite uma frequência de luz que lhes transmite a veracidade ou não dos fatos que os rodeiam, se estão em equilíbrio emocional ou não.

É seu sonar principal que lhes mostra as distâncias a percorrer para alcançar seus objetivos internos.

É a frequência de luz que vocês tanto amam em seu interior.

Para que essa luz seja expandida, deverá estar situada em equilíbrio no seu sexto chakra, senão sua própria luz fica afogada por suas falsas crenças da realidade.
E vocês gastam sua luz para sustentá-las e se defender ao invés de viver.

Para que a aceitação da realidade e a criação de realidades entre o segundo chakra e a glândula pituitária seja efetiva e flua terão que poder se abrir através do chakra do coração e então, ao se fundir, expandir a energia para seu redor em forma de onda de luz.
Mas esse processo nem sempre se completa ou é real, já que é dado por um processo de abertura do coração que em muitas ocasiões é selado pela dor da ira, a cólera, a crítica e os julgamentos e que os autoafastam de vocês mesmos.

Despede-se com amor,
Sananda.


Obrigada a todos por compartilhar as canalizações. Feliz dia, Elsa.
 
 
-.....---==.=||..\/.||=.==----.....-
 
  Direitos Autorais:
Elsa Farrus
Fonte: http://www.ascensiongaia.es/
Tradução: Blog Sintese http://blogsintese.blogspot.com
 
 
Gostou! Indique o site para Seus Amigos.
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu Elsa FarrusII - IIVoltar HomeII