UMA MENSAGEM DO CONSELHO - PARTE 2
POR QUE ALGUMAS VIDAS SÃO CHEIAS DE PROBLEMAS
William LePar e o Conselho
Postada em 17 de janeiro de 2014
 
  Na parte 2 da mensagem de abertura do Conselho, eles nos passam algumas ideias sobre nossa realidade, mas mais importante, eles pintam para nós um quadro de como nossas vidas passam de uma vida de paz e alegria para uma que é cheia de desafios e dificuldades.

O Conselho declarou em mais do que uma ocasião que não existem essas coisas como acidentes.

Se você pular um degrau, cair e quebrar um osso houve razões para isso acontecer.

Pode ser um aviso para ter mais cuidado para que algo muito pior não aconteça.

Pode ter acontecido para dar a amigos e familiares uma oportunidade de ajudar.

Muitas vezes o quadro completo está além da compreensão humana, mas sempre há um propósito.

Não há garantia de que o propósito será cumprido porque cada um de nós tem o livre arbítrio de responder da nossa própria maneira.


O Conselho:

Qual é a natureza de sua realidade?

Vocês simplesmente vivem sozinhos, como algumas filosofias dizem?

Vocês criam sua própria realidade pessoal?

Tudo que vocês experimentam é de sua própria criação?

Não.

Seria tão simples, mas não é.

Se fosse esse o caso, por que então tantos indivíduos, tantas almas, tantas entidades criariam vidas de dificuldade e tristeza?

O que vocês veem é a realidade como vocês a entendem, mas ela não é uma realidade pessoal ou uma realidade individual.

Em outras palavras, todos esses indivíduos com quem devem lidar, entra dia, sai dia, sejam eles o cônjuge, ou os filhos ou conhecidos casuais, não são frutos de sua imaginação ou não são entidades que vocês criaram para seu próprio crescimento, mas eles são entidades por si mesmas, como vocês o são.

A realidade é uma coleção de tudo que vocês criam juntos, não como indivíduos, mas como membros de uma orquestra.

Vocês estão em um concerto uns com os outros.

A manifestação material ou a vida terrena é a oportunidade de trabalhar com outras entidades no processo de crescimento; é um dar e receber, é um compartilhar.

Por que algumas vidas são tão cheias de problemas?

Por que algumas vidas são cheias de tanta tristeza e dor?

Por que algumas pessoas parecem nunca ir a lugar algum?

Elas parecem estar imóveis.

Vamos lhes dar um pequeno exemplo de como a vida funciona.

Apesar de alguns de vocês poderem achar muito difícil de acreditar nisso, inicialmente, quando vocês fizeram todos os acordos espirituais e os contratos para experimentar a vida com aqueles ao seu redor, sua vida foi planejada para ser cheia de paz, contentamento, felicidade e alegria.

Se este é o caso, então por que tantas vidas são o contrário disto?

Imaginem sua vida como um lago tão manso e quieto como um espelho, um pedaço de vidro.

Em alguma hora, em algum lugar, em alguma experiência em sua vida, vocês chegaram a uma encruzilhada onde se teve que tomar uma decisão.

A decisão foi tomada, mas ela não foi tão boa quanto poderia ser, e então isto provocou uma ondulação na superfície e distorceu ligeiramente a clareza dela.

Então, conforme a vida progrediu, veio outra encruzilhada, outra decisão a ser tomada.

A decisão não foi tomada através da clareza do lago, ou da lagoa, como ele originalmente era, mas agora essa decisão é tomada nesse efeito de ondulação e assim a clareza de visão não está ali, e novamente uma decisão errada é tomada, provocando um grau maior de ondulação, mais ondulações, menos clareza, menos tranquilidade, menos calma, menos nitidez.

E conforme a vida prossegue cada decisão é tomada através desta distorção, desta falta de clareza até que no final, este lago calmo e plácido, este espelho, fica totalmente distorcido, toda a clareza acabou.

É assim que a vida se torna um desafio.

É assim que as dificuldades passam a existir.

Assim que o lago fica muito distorcido, então as decisões não são mais realmente tomadas, mas, ao invés de decisões, elas se tornam reações a emoções e a situações, reações a emoções e situações.


Próxima postagem - Parte 3 - O Conselho explicará como podemos reverter esse processo e retornar para um lago manso e calmo.
 
-.....---==II==----.....-
 
  Direitos Autorais:William

Mais de William LePar e O Conselho vá em www.WilliamLePar.com
Fonte: http://www.williamlepar.blogspot.com/
Tradução: Blog SINTESE http://blogsintese.blogspot.com
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.