ESCOLHAS NAS ENERGIAS DO NOVO PARADIGMA
O Conselho dos 12 através de Selácia
Abril de 2007
 

Este mês eu pedi ao Conselho dos 12 para falar de algumas novas abordagens para as escolhas dentro do novo paradigma. Os velhos modos de escolher e considerar as escolhas não são mais suficientes. Estas abordagens obsoletas se originaram durante um tipo de “ciclo do sono” que está no passado. Está acontecendo um despertar, mais rapidamente do que possa parecer. As pessoas estão se recordando que elas são divinas e que são seres espirituais com um propósito para estar aqui na Terra. Os princípios universais básicos de criação estão sendo trazidos à consciência atual através de filmes como O Segredo e Quem Somos Nós. A Ciência está agora validando os conceitos básicos há muito aceitos nos círculos metafísicos. Eles incluem a idéia de que os humanos criam com os seus pensamentos, e que o sistema de crenças de uma pessoa está codificado no DNA das células do corpo. É essencial então explorar um novo modo de fazer as escolhas para considerar o papel de nosso DNA. Nesta mensagem, o Conselho nos dá um modo simples de verificar este tópico freqüentemente complexo. Eu acredito que as suas palavras serão úteis a vocês quando vocês fizerem escolhas nos próximos meses. A sua avaliação é bem-vinda, assim eu saberei qual tópico relatado seria útil para explorar em seguida. Curtam!

A cada dia vocês estão fazendo escolhas e acionando uma cascata de eventos que determinam o seu futuro. Como exemplo, considerem que um dia vocês deixam a sua casa um pouco mais tarde do que o usual. Vocês estão em seu caminho para um compromisso e não querem chegar atrasados. Vocês podem se encontrar em um tráfego intenso neste último momento, decidindo talvez pegar uma rota alternativa ao seu destino. Durante o caminho vocês descobrem um atalho que nunca tinham visto antes. Vocês não só compensam o tempo, mas se sentem mais relaxados dirigindo por este outro caminho, e apreciam um cenário diferente. A rua alternativa, menos movimentada tem mais árvores e menos concreto. Por haver menos carros aqui, vocês são capazes de desacelerar a sua mente o suficiente para observar as flores coloridas ao lado da estrada. Estas flores estão desabrochando em seu curso normal, mas de algum modo vocês prestam mais atenção a elas aqui. Ver as amarelas parece levantar especialmente o seu astral.

Quando vocês chegam ao seu compromisso, se sentem mais revigorados e criativos, ao ter uma mudança do cenário e uma pausa do seu stress usual. Mais tarde, quando vocês têm um momento para refletir em seu dia, vocês compreendem que estiveram viajando pela sua velha rota por dez anos! Em um momento, vocês fizeram uma escolha diferente. Prestaram atenção ao lampejo intuitivo para mudar o curso, ficando abertos a como as coisas se revelariam e deixando ir o velho hábito o tempo suficiente para experienciar algo inteiramente novo.

Imaginem o que teria acontecido se vocês tivessem escolhido dirigir pelo mesmo caminho que vocês tinham feito por dez anos? É muito mais fácil prosseguir com o que vocês sabem, do que estão seguros e o que estão familiarizados – certo? Esta é a resposta habitual. Vocês já sabem a rota; sabem que ela os conduzirá ao seu destino. Além disto, ela parece mais confortável porque vocês estão acostumados a ela. Neste dia, se vocês tivessem ignorado a sua intuição para mudar o curso e optado pelo conforto de sua rota regular, vocês estariam criando com base no que vocês sabiam antes. Isto é criar com uma perspectiva passada. As pessoas fazem isto o tempo todo, e então imaginam por que elas continuam a criar o que elas anteriormente criaram. Entretanto, a sua sabedoria interior está consciente de um quadro muito maior, e, portanto, pode guiá-los no momento atual às escolhas mais apropriadas.

Suas Células Estão Registrando Saltos Quânticos de Mudança Energética

Vocês estão agora vivendo em energias muito diferentes do que antes. As células do seu corpo já estão registrando saltos quânticos de mudança energética, até se vocês não podem ainda captar em sua mente o que tudo isto significa. De alguns modos, as suas experiências de vida podem parecer similares àquelas que vocês tiveram no ano passado ou até em vários anos atrás. Algumas das mesmas pessoas podem estar em sua vida; vocês podem viver na mesma casa ou Estado e podem estar ainda se focalizando em manifestar alguns dos mesmos sonhos que tinham para vocês anteriormente. Enquanto algumas coisas possam parecer as mesmas, o novo paradigma está vindo à realidade, e com ele, uma abordagem radicalmente nova para a vida. É necessário nestes tempos um novo modo de encarar a escolha ou escolhas. Para incorporar esta nova abordagem e aplicá-la em sua vida, vocês devem ficar presentes e conscientes ao fazerem as escolhas, reconhecendo o poder que vocês têm para criar no mundo. As escolhas que envolvem o uso da força, da culpa e da situação de vítima, somente acentuarão qualquer desarmonia que vocês sintam nestes tempos incertos. Do mesmo modo, para estarem agora realmente capacitados, vocês devem desejar se libertar das respostas habituais, do julgamento sobre as escolhas passadas e das preocupações sobre as suas futuras opções.

Dentro da consciência de massa da humanidade, há muitos sistemas de crenças relacionados à escolha individual. Entre elas, estão as crenças, codificadas dentro do DNA de números substanciais de pessoas por todo o mundo, relacionando-se às idéias de destino pré-determinado e de destino imutável. Muitas de tais crenças podem ter sido traçadas há muito tempo atrás, quando as massas eram convencidas pelas ordens religiosas rígidas e outras estruturas de poder da sociedade, que a pessoa média não tinha poder de criar. Freqüentemente era ensinado às pessoas que elas tinham que aceitar o que alguma “força externa” decretava como seu destino. Quando as pessoas aceitavam estes ensinamentos como verdadeiros, elas formavam crenças limitantes que se tornavam uma parte superficial de quem elas eram.

Os sistemas de crenças como estes são mantidos dentro da humanidade em um nível do DNA, influenciando silenciosamente as pessoas quando elas fazem escolhas. Existência após existência, tais crenças têm o potencial de exercer um impacto em como as pessoas se sentem sobre a autoridade e o poder. Desde que os sistemas de crenças codificados no DNA são mantidos dentro do subconsciente, fora da consciência diária, a maior parte das pessoas não sabe que eles existem. Por exemplo, algumas podem acreditar a um nível de DNA que elas não têm controle sobre o que acontece – seus futuros estão predestinados. A um nível, estas pessoas estão conscientes de seu poder de escolha e de como elas criam os seus futuros através das escolhas de momento a momento, durante cada existência. Em um outro nível, escondida da visão, a escolha destes indivíduos pode ser influenciada pelos sistemas de crenças obsoletos em seu DNA. Elas não podem explicar por que, mas quando elas estão prestes a tomar uma decisão significativa, elas se sentem impotentes em escolher. Talvez os sentimentos de dúvida se arrastem ou um sentimento de iminente destruição se manifeste no que a sua orientação intuitiva está mostrando como uma ótima conduta.

Vocês já se sentiram petrificados ao considerarem o que fazer sobre algo? Quantas vezes vocês simplesmente esperaram e nada fizeram, até quando a sua intuição os impeliu a tomar uma ação específica? Vocês já observaram uma série de relacionamentos ou empregos similares em sua vida e disseram a si mesmos que era simplesmente o seu destino sofrer o mesmo tipo de disfunção repetidas vezes? Se a sua resposta for afirmativa a quaisquer destas perguntas, saibam que provavelmente vocês levam dentro do seu DNA sistemas de crenças limitantes que os mantêm aprisionados a um sentimento falso de impotência.

Mudando as Crenças do DNA sobre o Poder e a Autoridade

É comum para as pessoas acreditarem que elas devem fazer algo ou devem estar em um determinado modo para se adaptar. Estas crenças também estão registradas no DNA. Do mesmo modo, a humanidade aprendeu em muitas gerações, que é errado questionar a autoridade e àquelas que pareçam controlar o futuro dela. Sentir que alguém não está íntegro de algum modo e que forças externas controlam a sua vida é uma prescrição para a escravidão e grande sofrimento.

Estas impressões estão no DNA de números significativos de pessoas de todos os países e de todas as condições de vida. Como estas crenças atuam na vida atual de alguém? Muitas crenças hoje, herdadas de toda uma linhagem de pessoas que viveram antes, podem impedir uma pessoa de expressar o que ele ou ela precisa. Uma pessoa que mantém tais crenças limitantes dentro do seu DNA pode achar difícil exigir o que é certo para as suas circunstâncias. A pessoa pode até se sentir tão impotente que não lhe ocorra solicitar sob qualquer condição. Pode haver uma tendência para simplesmente esperar e ver o que acontecerá em seguida.

Isto é freqüentemente acompanhada por uma confiança cega que tudo se realizará do modo mais eficiente, e que todos a (o) tratarão com honra e respeito. Ao ter um falso sentimento de segurança e uma crença de que é errado questionar a autoridade, a pessoa poderá ter um despertar rude quando a figura da autoridade anunciar uma decisão de mudança de vida. Em jogo pode estar o emprego da pessoa devido à reestruturação da companhia. Se o emprego for eliminado, a pessoa tem a oportunidade de examinar e de curar os sistemas de crenças limitantes relacionados ao poder e à autoridade. Esta mudança nos velhos padrões pode abrir a porta para uma capacitação maior e uma escolha na vida diária.

Devido à longa história da Humanidade de dar poder às figuras de autoridade externas, é normal que algumas vezes vocês sintam que não têm nenhuma escolha. Comecem a questionar isto, a cada dia. Sentir que se esta sem escolha é estar desconectado de seu verdadeiro poder divino.

Reconsiderando as Suas Opções

Chequem com o seu coração regularmente, e perguntem quais são as suas opções, enquanto vocês consideram o que fazer e como passar o seu tempo. Vocês podem entrar em contato com as opções que o mundo não apresentou. Vocês podem também reconhecer alguns dos sussurros úteis que a sua orientação intuitiva esteve quietamente enviando em seu caminho. Façam também esta “checagem” sobre as coisas que sintam que vocês devem fazer – como ir trabalhar. Acrescentem ao seu processo de checagem uma investigação sobre quais opções ou escolhas vocês gostariam de ter em uma dada situação. Ao considerar isto, não fiquem preocupados se a opção preferida é possível ou aceitável para as figuras de autoridade em sua vida.

Tomem o seguinte exemplo hipotético de ir trabalhar em seu emprego. Quando vocês começam a explorar as respostas que vêm de seu coração, vocês podem entrar em contato com uma série de pensamentos como o seguinte: “Eu tenho que ir ao trabalho hoje?” Lembrem-se que vocês escolheram assumir este emprego e que vocês estão lá por causa desta escolha. “Eu posso mudar esta escolha, apenas por um dia?” Saibam que a escolha da qual falam aqui, é a escolha original de assumir o emprego. Se a sua situação do trabalho permite um dia afastado aqui e lá, e vocês sentem integridade em pegar um destes dias, então a considerem. Se não, vocês podem não ser capazes de escolher tirar o dia – mas podem escolher como vocês visualizam ir ao trabalho e como vocês respondem ao estar lá. Vocês podem recusar a permitir que ocorra um poder subordinado e que colegas dirigidos pelo ego os abalem. Vocês podem determinar a sua intenção, a caminho do trabalho e estando lá, permanecer em seu centro, não importando o que aconteça. É onde vocês têm escolha. Isto é poderoso. “Quais outras opções eu tenho além deste emprego?” Neste momento, como vocês podem se lembrar, vocês têm resumos nas mãos de suas outras companhias. Vocês as enviou na semana anterior em um momento de extremo desespero. Considerem se um destes outros lugares é realmente muito diferente de onde vocês estão agora. Observem os dois com mais detalhes antes que desperdicem a energia do seu tempo presente na fantasia sobre algo que possa simplesmente ser uma cópia carbono de seu atual emprego. Fiquem em uma investigação interior tranqüila para explorar outras opções que vocês gostariam de criar. A palavra implica ação e são vocês que agem. Seu emprego perfeito pode não existir em qualquer companhia neste momento. Pode ser sua a responsabilidade de criá-lo.

O Poder da Escolha

Fazer uma escolha é decidir como expressar a sua energia. Vocês estão escolhendo durante todo o tempo – desde o momento que vocês acordam a cada dia. Como vocês decidem expressar a sua energia causa um impacto em vocês e a uma multidão de outros a sua volta. A escolha é uma energia colocada em movimento que afeta tanto o presente como o futuro. Com quem vocês escolhem interagir e como vocês escolhem se relacionar com outros determina o estágio para uma seqüência de eventos que se desenvolve continuamente. Há agora um conhecimento comum que uma escolha de um simples indivíduo pode causar um impacto nas vidas de muitos. Vocês são este indivíduo e as suas escolhas realmente importam.

Considerem uma pessoa que vocês encontraram há cinco anos atrás... poderia ser alguém que nasceu, um companheiro de vida ou um colega de trabalho. Imaginem por um momento que vocês nunca encontraram esta pessoa. Como a sua vida poderia ser diferente hoje? Reflitam em como as suas escolhas envolvendo esta pessoa tenham alterado a sua vida de modos positivos, ajudando-os a crescer e a evoluir. Convidem a sua razão intuitivamente orientada a lhes mostrar alguns dos impactos. Com as seguintes questões como um guia, se permitam a descobrir as circunstâncias interconectadas que tenham surgido de seu conhecimento desta pessoa. Reflitam em como as escolhas que vocês fizeram em relação a esta pessoa têm sido uma força para a mudança dentro de vocês.

O filho que você criou: Se o seu filho não tivesse nascido, por exemplo, o que isto significaria para vocês? O que vocês teriam perdido? Como vocês teriam vivido a sua vida de forma diferente? Como teriam mudado as suas prioridades? Que pessoas vocês encontraram como um pai para o seu filho? Como estas pessoas causaram um impacto em sua vida? E se vocês nuca as tivessem encontrado? O que vocês aprenderam sobre o amor e a própria vida ao terem este filho?Considerem pelo menos três coisas que vocês valorizem hoje por causa do nascimento desta criança. Como estas coisas os ajudaram a se tornarem mais íntegros?

Um companheiro de vida: Pensem em um companheiro de vida, ou o seu atual ou alguém do passado. Contemplem como a sua vida teria se revelado se vocês nunca tivessem encontrado esta pessoa. Como a sua vida seria diferente? Quando vocês formam uma sociedade com alguém e ela envolve o seu coração, há sempre pelo menos um presente que vocês recebem. Reflitam agora no que este presente é para vocês. Considerem o valor deste presente em sua vida e como vocês não seriam a mesma pessoa sem ter recebido o presente. Estar em um relacionamento íntimo com outro tem o potencial de lhes ensinar algo muito profundo sobre vocês mesmos. Vocês sentem que aprenderam plenamente o que poderiam ter ao conhecerem esta pessoa? Se esta pessoa não estiver mais em sua vida, como a energia desta pessoa tem se apresentado em seus outros relacionamentos?

Um colega de trabalho: Considerem alguém com quem trabalharam, agora ou no passado. Vocês podem considerar esta pessoa como uma força fundamental em sua vida, como uma fonte de inspiração, como uma causa de mágoa ou simplesmente como um aborrecimento. Visualizem a fisionomia desta pessoa agora enquanto vocês refletem em como ao conhecê-la, mudou algo dentro de vocês ou nas circunstâncias externas de sua vida. Quando vocês pensam nesta pessoa, vocês podem estar lembrados das palavras de apoio que ouviram ou do modelo do papel positivo que os guiaram aos sucessos posteriores. Por outro lado, talvez até ao imaginar o rosto de seu colega leve o seu estômago a se contrair. Em uma interação imaginária com o seu colega, vocês têm dúvida ou mudam o seu comportamento de qualquer modo? Quais são os modos que vocês entregam o seu poder ao interagirem com o seu colega? Reflitam no que esta pessoa lhes ensinou com os anos. Enquanto vocês continuam a jornada da redescoberta da sua natureza divina, nós os envolvemos com o nosso amor e bênçãos.

Nós somos O Conselho dos 12.

Selácia

 

 
....~==00==~....
Direitos Autorais 2010 * Selacia.com
Você está convidado a compartilhar estas mensagens do Conselho dos 12 com outros, e colocá-los na Internet, na mídia social, em blogs e em sites. Por favor, inclua toda a mensagem, a fonte e o endereço do site. Que possam caminhar em um mundo cheio de amor e de bondade.
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Gostou! Indique para seus Amigos.


|Topo da Página| - |Voltar Menu Selacia| - |Voltar Home|