APENAS ‘SER’
Mensagem do Conselho por Ronald Head
13 de janeiro de 2019
 
luz de gaia
  Em resposta à pergunta a seguir, explicaremos por que podemos pedir para que vocês sejam a melhor versão do seu melhor ‘eu’.

“Algumas almas podem ser mais introvertidas que outras. Almas que são mais silenciosas, mas ainda dispostas a ajudar de qualquer maneira possível. E como tal eu me pergunto; uma alma menos falante, oferecendo apenas um ouvido atento sempre que parece ser mais necessário, também estará prestando assistência de acordo com seu próprio plano Divino. ”

No seu mundo, neste momento, existem cerca de sete bilhões de expressões individuais da humanidade. Dentre todas elas, não há nenhuma, nem mesmo duas expressões, que sejam exatamente iguais uma com a outra. Existem, no entanto, como sabem, alguns traços que são comuns a muitas delas. Existem sistemas inteiros que vocês desenvolveram para definir e explicar esses tipos de personalidade. Alguns usam a psicologia, outros usam a astrologia, e outros apenas usam um método antigo, ela é como ele ou, ele é como ela.

Há pessoas de “sinal de fogo”, pessoas de “sinais de água”, há personalidades do Tipo A, introvertidas, pessoas agregadoras, e há aqueles que fazem brotar flores nas paredes. Considerem, por favor, que cada pessoa está exatamente onde elas são necessárias, e exatamente onde elas precisam estar. Sua Fonte não comete erros. Não tem o hábito de desperdiçar suas vidas. Nada é feito PARA você, como já foi dito. Tudo é feito POR você.

Todas essas ideias são lindas. Eles parecem boas e relativamente fáceis de entender quando vocês olham em volta. Entretanto, queridos corações, isso também se aplica a você e a todos vocês.

Você está onde o seu Eu Superior precisa que você esteja, faça o que precisa fazer, aprenda o que precisa aprender, ensine o que precisa ensinar. E a maior parte do ensino é feita pelo exemplo.

Se alguém é uma pessoa que é capaz de correr para dentro de um prédio em chamas para estar de serviço, então, por todos os meios ela fazê-lo. Viva essa vida. Se alguém é um professor de crianças, faça-o por todos os meios. Se alguém é uma mãe amorosa que pode ter um filho nos primeiros anos com uma apreciação maravilhosa de seu próprio valor, então, por favor, faça isso.

Existem, em suas sociedades, coisas que vocês chamam de empregos, ocupações. Voltem para quando estes começaram. Eles começaram com uma pessoa vendo como eles poderiam se beneficiar fazendo algo pelos outros, fazendo algo que os outros precisavam, e que, de bom grado, alguém faria por eles. Aquelas que lavavam roupas se tornavam lavanderias. Aqueles que conseguiam administrar dinheiro, tornaram-se banqueiros. Os que conseguiam construir, tornaram-se empreiteiros ou arquitetos. Vocês veem? Estes são todos desdobramentos da ideia de alguém existindo como um fornecer um serviço.

Mas vocês também desenvolveram uma tendência de classificar e julgar o valor relativo desses serviços e de seus provedores.

Então vocês medem a si mesmos como vocês se encaixam nessa classificação.

E o ranking é absorvido por vocês enquanto crescem. Vocês não o criaram, isto foi ensinado a vocês.

Agora, diremos a vocês que uma mãe que protege e cria uma criança está prestando um serviço muito mais importante do que uma pessoa que é capaz de lançar uma bola por um aro de vários metros de distância.

Achamos que isso deveria ser fácil de ver. Um homem que limpa um prédio todas as noites está fornecendo um serviço valioso. Na cozinha do seu restaurante preferido, há uma pessoa que é boa em cozinhar uma refeição. Há também pelo menos uma pessoa que lava pratos e utensílios. Quão bem seria o estabelecimento se a máquina de lavar louça não estivesse lá?

E seu mundo tem bilhões de necessidades que estão sendo preenchidas por indivíduos. Verdadeiramente, cada um deles vale a pena.

Agora o problema surge quando vocês aceitam que vocês não são tão dignos quanto os outros ou, que eles não são tão dignos quanto eles. Toda pessoa é uma expressão divina, ensinando e aprendendo e estando de serviço de alguma maneira. Não há uma pessoa que seja mais digna ou menos digna do que qualquer outra. Claro que não é assim que muitos de vocês veem as coisas, é?

Pode ser reconhecido como um ideal, mas a sua vida diária é baseada nas velhas histórias aprendidas.

Então, para responder a pergunta acima, por favor, entendam que vocês trouxeram para dentro de si mesmos exatamente o que seria necessário para onde vocês estariam. Se vocês são bons ouvintes e bons prestadores de atenção, saibam que ouvir e prestar atenção estão entre as coisas mais curativas que vocês podem oferecer as outras pessoas. Vocês podem saber como isso faz vocês se sentirem quando alguém realmente presta atenção e ouve vocês.

Também queremos dizer que vocês acrescentam uma nota valiosa à sinfonia que é o coro vibracional da humanidade, apenas por, individualmente, ser você mesmo.

Elevem suas próprias vibrações, e elevem o todo. Apenas sejam vocês mesmos. Apenas sejam.

Apenas sejam o melhor que vocês sabem ser.

Isso é realmente tudo o que vocês podem fazer de qualquer maneira, não é?


O Conselho
 
 
-.....---==I__.=|..|=.__I==----.....-
 
 
Direitos Autorais:
Copyright © Ronald Head. Todos os direitos reservados.
Você pode copiar e redistribuir este material contanto que não o altere de nenhuma forma, que o conteúdo permaneça completo e inclua esta nota de direito e o link:
http://ronahead.com/
Facebook: https://www.facebook.com/OraclesAndHealers

Traduzido por Adriano Pereira
BlogLuzeVida@gmail.com

 
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.
 
 
IITopo da PaginaII - IIVoltar Menu A Miguel Ron HeadII - IIVoltar HomeII