VIVER DO LADO DE FORA DA SUA HISTÓRIA
Mensagem do Arcanjo Miguel e Yeshua através de Robert Theiss
7 de setembro de 2008
 
Cumprimentos!

Somos honrados mais uma vez em servir ao aspecto físico da nossa família espiritual. Curvamo-nos diante daqueles que se ofereceram como voluntários e escolheram estar na vanguarda da mudança, modificando os potenciais que não honravam a santidade da vida. Esses tempos oferecem, dessa maneira, uma visão dramática de uma realidade em transição. Realmente, toda vida está mudando constantemente e há também ciclos que encorajam mudanças profundas. Vocês, humanos amados, estão servindo dessa forma a um ciclo com a sua presença aqui na Terra.

As Olimpíadas forneceram um palco de como essa transição está mudando o seu mundo. Enquanto os atletas se apresentavam, uma nova porta para a liberdade foi aberta na terra chamada China. Ela abriu-se para a comunidade mundial com um profundo senso de orgulho por tudo o que realizou. A disposição para expressar livremente um amor pela vida abre os corações e mentes da humanidade, restabelecendo um sentido de confiança e bem-estar. Viver ao lado desse vento saudável de mudança é também a história dessa terra. Agora está defrontada com uma pergunta muito importante: a liberdade pode ser contida? Pode tal liberdade que permite a expressão plena do espírito humano ser percebida em sua história pessoal e coletiva?

Logo após as Olimpíadas, o mundo foi tratado com outra voz emergente para mudança na convenção democrática dos Estados Unidos. Foi um discurso dinâmico dado em nome de uma cultura nova e emergente dentro de um país a quem foi concedida a honra de servir de modelo para a liberdade verdadeira. Enquanto milhões escutavam essa voz da mudança, a humanidade pausou por um momento, vivenciando a alegria de tal potencial e do medo de que tal vida não venha a ser escolhida. Muitos falaram em seu passado a favor da liberdade com as mesmas nuvens de medo pairando acima das suas vozes. Muitos de vocês perguntam: o que podemos fazer como indivíduos para apoiar e capacitar o nascimento desse direito inerente para todas as pessoas na Terra?

Falamos por algum tempo sobre como seus serviços à humanidade incluíam concentrarem-se profundamente no drama/trauma dos assuntos humanos. Essa experiência ajudou a consolidar uma identidade humana que também forjou um laço com a sua família planetária. Viria um tempo em sua vida em que vocês despertariam dessa experiência e quebraria esse laço que os mantinha separados da sua identidade verdadeira. Vocês chamaram essa mudança de despertar espiritual e nós vimos para recordá-los mais uma vez de que este tempo está acontecendo – agora!

Querido leitor, você não encarnou na Terra para vivenciar apenas as limitações do seu passado. Vocês se apresentaram como voluntários para demonstrar como um ser humano pode livrar a si mesmo desses assuntos internos polarizados por caminhar para fora da história de sua vida. Muito poucos indivíduos tomaram esse caminho e nunca antes um grupo coletivo escolheu fazer junto esse caminho. Muitos de vocês ainda querem saber por que nós, a sua família angélica, insistimos em beijar os seus pés. Muitos de nós jamais experienciamos estar separados da fonte. Não podemos imaginar quão doloroso deve ser e todavia, vocês estão aqui, reivindicando esse relacionamento com a natureza da sua própria alma a serviço da humanidade, que lhes permite fazer uma escolha. Uma escolha que eles devem fazer por si mesmos.

O ano de 2008 sinaliza enormes oportunidades que apoiarão energeticamente a sua intenção para vivenciar a versão expandida de VOCÊS. Por si só 2008 será simplesmente outro ano em seu calendário humano. Os muitos benefícios que este ano tem para oferecer residem em sua disposição para desafiar a sua própria história. Confiar na natureza frágil de uma nova crença que sugere que a vida “quer” servi-los. Ela está esperando neste momento servir ao desejo dos seus corações, mas vocês devem escolher conscientemente como “vocês” querem ser servidos.

Agora, frequentemente ouvimos: como vamos conseguir isto? Sugerimos que comecem por perguntar a si mesmos como vocês gostariam que a vida os apoiasse? Como VOCÊS gostariam de se sentir acerca da vida? Se pudessem escolher como queriam se sentir, o que vocês escolheriam? Houve uma época em sua vida em que vocês experimentaram a alegria? Se não, podem imaginar como se sentiriam? Vejam se podem trazer esses sentimentos de volta a vocês neste momento. Estamos convidando-lhes para se tornarem tão vulneráveis, de modo a se abrirem para a possibilidade de que a alegria é real. Comecem a respirar a energia desse sentimento dentro do seu corpo em toda respiração que tomarem. Poderiam notar uma mudança dentro de alguns minutos ou isso poderia levar o dia todo. Continuem a respirar não importa o que surja. Vocês frequentemente nos dizem que se isso é verdadeiramente tão simples, por que há tão poucos vivendo sua vida com alegria e abundância? Realmente, pergunta excelente! Vamos esclarecer algumas escolhas que se lhes apresentam.

A respiração consciente coloca-os no momento presente, com um esforço muito pequeno. Essa troca simples, porém profunda, na atenção a sua respiração estabelecerá uma nova estrutura de apoio que também servirá para trabalhar com todos esses sentimentos que não têm nada a ver com a alegria. Ao utilizar a sua respiração como um ponto focal para “reivindicar” a maneira como vocês querem se sentir, mudará de forma natural o seu relacionamento com toda a vida de um modo dramático. Os seus sentimentos representam o “ser” parte de vocês.

O trabalho aparece quando a sua história começa a interferir com esse processo, resistindo à mudança e tentando distraí-los com pensamentos que estão à margem da alegria. Felizmente, a sua história não tem o poder de parar a sua respiração. Com um pouco de prática, esse momento tornar-se-á apenas tão real quanto o seu passado. Vocês redescobrirão a alegria de sentir a natureza da sua alma. Estar nesse momento põe-no do lado de fora da história da sua vida. Não há nada errado com a sua história, mas com o passar do tempo vocês começam a perceber que ela não sabe como dançar com a presença imensa da sua alma. Parece inadequado, desajeitado, estranho.

O ano de 2008 sinaliza uma abertura para a mudança. Não será a única abertura, mas oferece um tempo ideal para reivindicar a sua identidade nuclear. Muitos de vocês trabalharam muito arduamente para experienciar a verdadeira natureza da sua alma e perguntarão naturalmente: poderia ser isto realmente simples? Escolher se sentir vivos, respirar esse sentimento em seu corpo, continuar respirando e vão viver a sua vida? Hmm! Não há muito drama envolvido nessa nova história e muito pouco trauma proveniente do sentimento de indignidade e desmerecimento. Na verdade, muitos descreveriam estar no momento como também sendo enfadonho. A presença da alegria tem a capacidade para unificar a vida ao incluir os muitos aspectos da sua alma que habita por toda a criação. Muitos de vocês começarão a sentir que a sua vida também serve a um cenário muito maior. Reunir esses aspectos da sua alma é o seu serviço galáctico.

Agora, não há nada para alimentar a ansiedade da sua história quando vocês optam por colocar a sua atenção na respiração. Repetimos, a respiração consciente não depende do seu passado para apoiar a si mesma. Naturalmente funde-se com a consciência Crística. Quando olhamos todas as redes de apoio que são colocadas em prática para acomodar a sua história e que são necessárias para alimentar a vida, sentimos muita compaixão por todos vocês que optaram por despertar desse sonho. Essa será uma transição enorme, que muito provavelmente amedrontará a sua personalidade humana, porque ela não tem a experiência de uma consciência unificada. O auto-amor continua a desempenhar um papel tão vital nessa transição.

Você, querido leitor, se ofereceu para inspirar a sua família humana a caminhar e a viver do lado de fora da sua própria história. A sua natureza humana declarará que nós, sua família não-física, devemos estar errados. Certamente há outros muito mais qualificados do que vocês mesmos para representar esta nova liberdade radical. Conhecemos quem estamos falando também. Os professores na Terra nesta época estão todos declarando as mesmas palavras – este é o seu tempo! Vocês já percebem ou sentem as energias instáveis da humanidade à medida que eles começam a questionar, coletivamente, sua própria liberdade. A maioria das pessoas muito provavelmente se acomodará com esses sentimentos até 2009, o que provoca uma expressão exterior dessas questões internas. O ano de 2012 representa uma oportunidade para todo ser humano fazer uma escolha. A liberdade é o seu direito inato, reivindique-a dentro de si mesmo para servir aos seus conflitos externos.

Alguns crêem que a sua liberdade está sendo retida pelos demais e optarão por confrontar ou opor-se àqueles do lado de fora de si mesmos. Sua história está cheia desses conflitos. A humanidade trabalhou muito arduamente para alcançar um sentido de igualdade para todos os cidadãos do mundo. Estamos convidando cada um de vocês para acender a mesma paixão e atenção que vocês colocam nos eventos externos a si no seu próprio processo interno. Os pensamentos que continuam a reforçar a sua história antiga negam a VOCÊS a sua liberdade diariamente. A liberdade para ser um co-criador consciente não existe na história da humanidade passada. A verdadeira liberdade vem de “saber” que vocês têm a capacidade para experimentar a vida conforme vocês a desejam para si mesmos. A vida não tem escolha a não ser para servir e refletir a energia da sua vida baseada em como vocês a “sentem”.

O ano de 2008 é um tempo nobre para se viver por outro lado, como vocês nunca viveram antes. Se estão se sentindo frustrados pela falta de mudanças na vida, façam escolhas que desafiem a sua história. Essa história pode tornar-se muito hipnótica por negar o valor da confiança e da virtude da mudança. Agora não é hora para adiamentos. Este momento, agora, é a razão porque vocês encarnaram. Celebre-o!!

Juntos, prometemos voltar na sua vida para recordá-los da escolha que está agora diante de vocês. Não importa a sua escolha, continuaremos a servi-los com todo nosso amor. Podem sentir o calor da sua família espiritual esperando para abraçá-los e a alegria da sua própria divindade aguardando para acender uma nova paixão para viver? Vocês suportaram e sobreviveram à dor do amor sendo negado como um ser humano. Isso os qualifica para servirem agora ao coração ferido da sua família humana. Vocês já conhecem a sua história que não pode servir à presença imensa da sua alma. Ela nunca vivenciou o amor incondicional. A clareza e a confiança que vocês desejam, construirão com cada respiração e cada intenção para respirar conscientemente a alegria de volta para a sua vida. Ao chutar e gritar, a sua personalidade humana aprenderá a confiar na capacidade da sua alma de criar uma vida plena e compensadora.

As cortinas estão se levantando para revelar a segunda parte dessa grandiosa peça da consciência na Terra. A humanidade não reconhece este novo ato. Está sendo executado por rostos familiares com uma alegria nova e profunda em seus corações. Sentando nos assentos ao lado da humanidade está a presença de muitas famílias espirituais que estão também aguardando para verem quem e o que está por trás das cortinas. Como a natureza divina de uma alma em um corpo humano expressa a si mesma? Todos estão segurando a sua respiração à medida que os novos atores tomam o palco. Toda vida está esperando por sua próxima escolha e eu, Miguel, junto com muitos outros fomos convidados para participar ao lado de cada um de vocês. Repentinamente, uma voz atrás das cortinas proclama: “Eu escolho a alegria!” fogos de artifício espocam, a cortina ergue-se completamente, revelando os novos atores na Terra e finalmente, finalmente a nova história começa! Bem-vindos à segunda vinda, amados, e vocês pensaram que outra pessoa estaria representando o seu papel – humano tolo!

Todo nosso amor,

Miguel/Yeshua

Site original: http://spiritlibrary.com/ancient-wings/ 


Tradução de Ivete Brito – adavai@antares.com.br  – www.adavai.wordpress.com/


7 de setembro de 2008
Gostou! Indique para seus amigos.

|Topo da Página| - |Voltar Menu A. Miguel/Robert| - |Voltar Home|