Série Reflexões Espirituais
LIBERDADE
Uma Mensagem de Kara Schallock
2 de Fevereiro de 2014
 
luzdegaia
 
 
À medida que despertarmos e permitirmos que nossas almas liderem o caminho, em vez das regras restritivas do ego, somos livres.

Somos espiritualmente seres soberanos, livres para escolher o modo como vivemos nossas vidas. Isto significa que ao despertamos nós temos uma escolha sobre a forma de viver e criar nossas vidas baseados em como queremos senti-la. Na antiga vida, não éramos livres, ao vivermos acorrentados às expectativas e vinculações em crenças e velhas ilusões, e os programas que foram colocados em nós na infância e por nossa cultura particular. Agora que soltamos nossos grilhões, podemos escolher como queremos viver, em vez de sermos mantidos em cativeiro por velhas crenças e padrões destinados a controlar e manter-nos no medo. Temos sido sacudidos da nossa zona de conforto e pisado em um novo mundo que pode ser um pouco desconcertante, pois temos vivido por tanto tempo com os outros nos dizendo quem somos e o que devemos fazer.

Quando eu era uma jovem, me foram ditas muitas coisas que se tornaram crenças. Aqui, estão algumas:

“Você vai para a faculdade para encontrar um marido. Porque você é bonita, você será capaz de ter o que quiser; sua aparência é mais importante do que seu cérebro. Você é muito independente. Você nunca vai ter um homem a menos que mantenha uma casa limpa. Ninguém vai gostar de você se você disser a verdade. Você deve manter a boca fechada, a fim de manter a paz. Por que você não pode ser como ela? Uma pequena mentira nunca machuca alguém. Não compartilhe o que acontece em sua família. Você pode se casar com um rico tão facilmente como você pode se casar com um pobre. Não podemos permitir isso.”.

Estes são apenas alguns exemplos do que assumi e criou crenças ao redor. Também sabemos que ao rebelar-se contra qualquer coisa, você fixa a mesma energia, criando, desse modo, uma crença.

A liberdade veio quando eu alcancei cada uma das minhas crenças e deixei-as ir. Eu deixo ir quaisquer vinculações que tinha de como eu achava que a vida deveria ser. Eu deixo de assumir a responsabilidade pelos sentimentos dos outros. Eu deixo de lado meu papel familiar. Eu deixo de lado minha falta de consciência. E, quando deixo ir as muitas camadas de crenças impostas, eu estou livre para criar a minha própria vida em meus próprios termos. Isto é a Liberdade.

Muitos anos atrás, eu comecei a meditar. Todo um novo mundo se abriu para mim e foi o início do meu despertar. Saí da Igreja Católica, ao ver o controle e medo e limitação produzidos em muitos dos seus seguidores. Comecei a questionar tudo na vida e comecei a formar minhas próprias respostas. Eu deixei de supor o presumível, ter deveres, o não-poder e qualquer outra coisa que me manteve em uma caixa de aparente segurança. Em vez disso, eu pisei fora da caixa e escolhi viver minha própria vida; não a vida que a minha família, karma e a cultura queria que eu vivesse.

Apenas uma vez, seja corajoso o suficiente para acreditar em si como a autoridade última, e estará livre para voar em sua Vida Nova, criada pela forma como se sente. Então, pergunte a si mesmo: "Onde posso encontrar a Alegria?", "Pelo que tenho paixão?", "O que me impede de ser um livre ser espiritual soberano da Luz?". Ao deixar ir todos as restrições/obrigações que você permitiu em sua vida, então, você está livre para criar e permitir emergir como seu Verdadeiro Eu. E então a sua Alma se torna mais forte, e o ego se torna a expressão da sua alma; sua Divindade; sua Verdade.

Este artigo também está sendo publicado por: http://www.beautifulblog.org/
 
-.....---==IoOoI==----.....-
 
  Direitos Autorais:luz de gaia

Reflexões Espirituais por Kara Schallock
Fonte: http://soulsticerising.com/spiritual-musings.asp?NID=3
Site oficial: www.soulsticerising.com
Copyright 2009-2016, Soulstice Rising. Todos os direitos reservados.
Tradução: Vilma Capuano – vilmacapuano@yahoo.com.br

Argumento original: Éder Coorte dos Anjos –eder.persaint@yahoo.com.br
Nota de Éder dos Anjos: esta série faz parte do compêndio de reflexões de Kara Schallock e está publicada originalmente em seu site. É meu desejo e de Vilma Capuano, por meio desta tradução, que você, leitor, possa conhecer uma outra perspectiva do trabalho da autora, uma mais próxima da realidade, pois todo o conteúdo desta série é sua visão pessoal sobre o processo da Ascensão, narrado como experiências e descobertas pessoais. Você poderá notar uma linguagem leve, porém profunda, e instigante na descrição dos fatos, opiniões e insights presentes nesta série, que ainda não foram vistos, ou ao menos não de modo tão óbvio, em outros dos seus trabalhos, como as Notas da Ascensão, com que ela frequentemente nos presenteia; e dos quais este trabalho é mais um complemento.
Boa leitura a todos!
 
 
Gostou! Compartilhe com os Seus Amigos.